Justiça do Paraná nega prisão domiciliar de bolsonarista que matou Marcelo Arruda

O Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) negou...

Brasileiro sub-17: Bahia perde para o Atlético-MG em Belo Horizonte

O time sub-17 do Bahia perdeu mais uma...

Geraldo Júnior decreta luto na Câmara pelo falecimento do ex-vereador Batista Neves

Três dias de luto foram decretados pelo presidente...

MP Eleitoral defende multa a Bolsonaro por reunião com embaixadores

O Ministério Público Eleitoral (MPE) defendeu nesta quarta-feira (10/8),...

Polícia Federal investiga esquema de crimes financeiros em Fortaleza

Escrito por Redação

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

A Polícia Federal deflagrou hoje (5) operação para desmantelar um esquema de crimes financeiros envolvendo captação ilegal de recursos de investidores no exterior e supostos investimentos em Fortaleza. Os policiais cumpriram quatro mandados de busca e apreensão expedidos em domicílios investigados na capital cearense.

De acordo com a PF, as buscas têm como objetivo cessar as práticas ilícitas e apreender documentos e mídias para instrução de inquérito policial e individualização da atuação dos suspeitos, levantamento integral de prejuízos e das vítimas dos crimes investigados.

As investigações tiveram início no ano de 2019, a partir de notícia de uma das vítimas, e apontaram indícios de atuação de um empresário francês residente em Fortaleza e seus auxiliares na gestão fraudulenta de recursos de estrangeiros, com apropriação de recursos e atuação no mercado financeiro, captando recursos com suposto fim de investimentos no Ceará, sem autorização do Banco Central do Brasil”, informou a PF.

Segundo a corporação, as vítimas eram, em sua maioria, franceses e suíços residentes na Europa, que tiveram prejuízos financeiros por confiar nas empresas geridas por um dos investigado, um francês, para gerir recursos.ebcebc

Os investigados poderão responder por crimes cujas penas são de até 24 anos de prisão. As investigações continuam, com análise do material apreendido. Houve ainda suspensão das contas e sites das empresas investigadas, bem como sequestro de bens e valores disponíveis nas contas.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Justiça do Paraná nega prisão domiciliar de bolsonarista que matou Marcelo Arruda

O Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) negou o segundo pedido de prisão domiciliar de Jorge Guaranho, responsável pela morte do tesoureiro do PT, Marcelo Arruda, durante o...

TCU entrega lista com 6.791 nomes inelegíveis por reprovação de contas

O presidente em exercício do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro Bruno Dantas, entregou hoje (10) ao presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, a relação com os...

MP-BA cria grupo para enfrentamento da varíola dos macacos e cobra ações do Lacen

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) criou um grupo de trabalho para acompanhar as ações de enfrentamento da varíola dos macacos. O grupo chamado de Monkeypox - nome...