Mancini exalta sequência do América e cita busca por vaga na Libertadores

Com a vitória por 1 a 0 sobre o...

Eliana revela que pai sofreu AVC: “Quase te perdemos”

Eliana surpreendeu os seguidores das redes sociais ao revelar...

Relação de gestores com contas reprovadas pelo TCE-BA tem 543 nomes; saiba mais

Entre os gestores baianos, 543 deles estão na lista...

Se você não quer danificar seu cérebro, não faça essas coisas!

O estilo de vida contribui diretamente para a qualidade...

Produção industrial brasileira cresce 0,3% em maio, aponta IBGE

Escrito por Redação

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

A produção industrial do Brasil teve um crescimento de 0,3% em maio na comparação com abril, informou nesta terça, 5, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado representa o quarto mês seguido de expansão, mas ainda não é suficiente para recuperar perdas recentes – no acumulado de 12 meses, o nível de atividade das indústrias apresenta queda de 1,9%. Em relação a maio de 2021, a produção foi 0,5% maior. O resultado ficou abaixo das projeções de economistas do mercado financeiro. As expectativas eram de alta de 0,7% na comparação mensal, conforme a ‘agência Reuters’. O setor industrial ainda se encontra 1,1% abaixo do patamar pré-pandemia (fevereiro de 2020) e 17,6% abaixo do nível recorde alcançado em maio de 2011.

O resultado positivo foi verificado em 19 das 26 atividades industriais. As principais responsáveis por puxar a subida foram as de máquinas e equipamentos (7,5%) e veículos automotores, reboques e carrocerias (3,7%), com ambas voltando a crescer após recuarem no mês anterior: -3,1% e -4,6%, respectivamente. Outras contribuições positivas relevantes sobre o total da indústria vieram de produtos alimentícios (1,3%), de couro, artigos para viagem e calçados (9,4%), de máquinas, aparelhos e materiais elétricos (5,5%), de outros equipamentos de transporte (10,3%), de produtos diversos (9,0%), de manutenção, reparação e instalação de máquinas e equipamentos (7,5%) e de equipamentos de informática, produtos eletrônicos e ópticos (3,6%). Por outro lado, entre as sete atividades com quedas na produção, indústrias extrativas (-5,6%) e outros produtos químicos (-8,0%) exerceram os principais impactos em maio de 2022, com ambas eliminando parte do ganho acumulado no período fevereiro-abril de 2022: 6,4% e 12,0%, respectivamente, apontou o IBGE.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

A empresa com lucro recorde maior que o PIB de mais de metade dos países do mundo

A gigante petrolífera saudita Saudi Aramco bateu seu próprio recorde com um lucro de US$ 48,4 bilhões no segundo trimestre de 2022.É um aumento de 90% em relação ao...

Mercado eleva para 2% estimativa do PIB este ano, a sétima alta consecutiva

Retomando as avaliações positivas para a economia brasileira, o mercado financeiro ampliou mais uma vez a previsão de crescimento para o Produto Interno Bruto (PIB) 2022. No Relatório de...

Mercado financeiro reduz projeção de inflação de 7,11% para 7,02%

O mercado financeiro reduziu, pela sétima semana consecutiva, a previsão de inflação para 2022. De acordo com o Boletim Focus, divulgado hoje (15) pelo Banco Central, 2022 deve...