Gaviões da Fiel cobra diretoria do Corinthians e critica Vitor Pereira: ‘Discurso inadmissível’

Principal torcida organizada do Corinthians, a Gaviões da Fiel...

Prazo para caminhoneiros fazerem autodeclaração para receber benefício começa nesta segunda-feira

O prazo para que transportadores autônomos de carga (TAC)...

Tiririca define candidatura à Câmara e escolhe novo número nas urnas

O humorista e deputado federal Tiririca (PL-SP) definiu que...

Incêndio na Santa Casa de BH: técnica de enfermagem deixa o CTI

Escrito por Redação

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Após dar entrada em estado grave no CTI do Hospital São Lucas, uma técnica de enfermagem, de 30 anos, deixou o CTI, nessa segunda-feira (4/7). Vítima do incêndio que atingiu a Santa Casa de Belo Horizonte na semana passada, ela segue na enfermaria da unidade de saúde, com previsão de alta para quarta-feira (6/7).

 

Ao todo, 931 pacientes estavam na Santa Casa quando as chamas se alastraram, sendo que 50 deles estavam no andar que foi atingido. Segundo o diretor jurídico, de governança e planejamento do hospital, João Costa, 21 pacientes foram transferidos na ocasião para outros locais, e 29 foram remanejados dentro da Santa Casa. Três pacientes morreram.

Outro funcionário do hospital também havia dado entrada em estado grave no CTI.

Com exceção da técnica de enfermagem que deve ser liberada amanhã, todas as vítimas do incêndio já tiveram alta, segundo informou a assessoria de comunicação da Santa Casa de BH.

 

Mortes

Os corpos de dois pacientes que morreram na Santa Casa durante o processo de transferência de vítimas para outros hospitais chegaram ao Instituto Médico Legal no dia 28 de junho e foram reconhecidos por familiares.

Cezar Freitas de Jesus, de 51 anos, estava no nono andar quando o incêndio começou. Segundo o filho dele, Cezar estava internado há duas semanas, mas deveria ter alta nos dias seguintes.

Ele morava em Vespasiano, atuava como empresário na região e deixa a esposa e três filhos. 

Natural de Pimenta, no Centro-Oeste do estado, Otávio Jordany Melo Rezende, de 23 anos, estava lutando contra um linfoma de hodgkin há um ano e meio. Ele estava na Santa Casa para fazer um transplante de medula e pegou uma infecção. Segundo a esposa dele, Julia Rodrigues Moura, o quadro do jovem era estável.

Uma terceira morte após o incêndio foi confirmada pela Polícia Civil. No entanto, a identidade da vítima não foi divulgada.

Conforme o Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMG), não foram registradas mortes em decorrência direta do incêndio, mas, sim, durante o momento de transferência das vítimas para outros hospitais.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Jovem de 18 anos morre baleado enquanto assistia a um jogo de futebol em MG

O jovem Nicolas Pereira Torres, de 18 anos, foi morto após ser baleado enquanto assistia a um jogo de futebol amador em Corinto, Região Central de Minas, nesse domingo...

Taxista é encontrado morto com sinais de tortura em Minas

Um taxista de 57 anos foi encontrado morto dentro do próprio táxi na Região do Alto Santo Antônio, em Juiz de Fora, na Zona da Mata Mineira. O crime...

Itabirito: vigia de restaurante reage a assalto e baleia suspeitos

Um vigia noturno baleou dois assaltantes que, junto de um terceiro comparsa, invadiram o Restaurante e Churrascaria 4 Estações, na madrugada desta segunda-feira (15/8), em Itabirito, na Região...