Itarantim: TJ-BA suspende liminar que garantia elevação do salário dos professores

O presidente do Tribunal de Justiça da Bahia...

FBF divulga fórmula e grupos das categorias sub-15 e sub-17 do Campeonato Baiano

A Federação Bahiana de Futebol (FBF) divulgou a...

Tribunal Superior Eleitoral divulga patrimônio de sete presidenciáveis

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) disponibilizou, neste domingo...

João Guilherme fala de relacionamento de amizade com Léo Picon

João Guilherme e Jade Picon foram namorados por anos,...

Dólar sobe para R$ 5,42 em dia de nervosismo no mercado financeiro

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Em mais um dia de nervosismo no mercado financeiro, o dólar superou a barreira de R$ 5,40 e atingiu o maior nível desde o fim de janeiro. Após duas quedas seguidas, a bolsa de valores teve leve alta, mas em ritmo insuficiente para recuperar as perdas dos últimos dias.ebcebc

O dólar comercial encerrou esta quarta-feira (6) vendido a R$ 5,423, no maior valor desde 27 de janeiro. Num dia marcado pela instabilidade, a cotação chegou a R$ 5,46 no início da tarde, antes de desacelerar perto do fim das negociações.

O dia também foi marcado pela volatilidade no mercado de ações. O índice Ibovespa, da B3, fechou aos 98.719 pontos, com alta de 0,43%. Após operar em baixa durante boa parte do dia, o indicador recuperou-se no fim da tarde, puxado pela recuperação nas bolsas norte-americanas.

O dólar voltou a atingir os maiores valores em 20 anos em relação às principais moedas do planeta após a divulgação da ata da última reunião do Federal Reserve (Fed, Banco Central norte-americano). No documento, o órgão informou que não descarta uma nova elevação de 0,75 ponto percentual na taxa básica dos Estados Unidos no próximo encontro por causa do prolongamento da guerra entre Rússia e Ucrânia e de novos lockdowns provocados pela pandemia de covid-19 na China.

No cenário interno, os investidores continuam repercutindo as negociações para a aprovação da proposta de emenda à Constituição (PEC) que eleva benefícios sociais e cria auxílios a caminhoneiros e taxistas até o fim do ano. Ontem (5), o relator da proposta na Câmara, deputado Danilo Fortes (União Brasil-CE) leu o parecer e descartou alterações em relação ao texto aprovado no Senado, que prevê impacto de R$ 41,25 bilhões nas contas públicas.

* Com informações da Reuters

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Faria Lima se anima com melhoras na economia do Brasil, mas mantém cautela por cenário global

O Boletim Focus, divulgado pelo Banco Central semanalmente, tem trazido duas movimentações constantes ao longo das últimas semanas: as previsões dos agentes do mercado financeiro para a inflação em...

Semana de quatro dias pode reduzir casos de burnout, apontam especialistas; veja vantagens

A pandemia trouxe discussões a nível global sobre mudanças na forma como funcionários e empresas lidam com o trabalho. Na esteira da popularização do home office, o debate que...

Diesel: os impactos da alta dos preços do combustível

O aumento no preço do óleo diesel não afeta somente o transporte de cargas. Impacta também o transporte de passageiros, elevando os custos e gerando dificuldades para as empresas...