Países ocidentais prometem R$ 7,9 bilhões em auxílio à Ucrânia

Países ocidentais se comprometeram nesta quinta-feira, 11, a oferecer...

Filme do ‘Flash’ com Ezra Miller pode ser cancelado pela Warner; entenda

Após cancelar o filme de Batgirl e outras produções,...

Com gol nos acréscimos, Athletico-PR vence o Estudiantes e avança à semifinal da Libertadores

A última vaga às semifinais da Copa Libertadores foi...

Anvisa recebe cinco pedidos para diagnóstico da varíola dos macacos e inicia análises

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) apresentou, nesta...

Com evento híbrido, festival apresenta filmes de 27 países africanos

Escrito por Redação

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Premiado no Festival de Toronto, o filme sul-africano Boa Senhora, de Jenna Bass e Babalwa Baartman, é um dos destaques da Mostra de Cinemas Africanos. O filme foi escolhido para abrir o evento e será exibido hoje (6), às 20h, no Cinesesc, em São Paulo.ebcebc

Para a edição deste ano, a Mostra de Cinemas Africanos apresenta cerca de 50 títulos, de 27 países, alguns deles ainda inéditos no Brasil. Desse total, 30 são longas-metragens, entre eles, as cópias restauradas de Câmera da África (Tunísia) e Mandabi (Senegal).

O evento promove ainda a estreia mundial de Otiti, da nigeriana Ema Edosio, que acompanha a história de uma costureira que assume a responsabilidade de cuidar do pai doente que a abandonou quando criança. A diretora nigeriana virá ao Brasil para apresentar uma aula sobre sua experiência como realizadora independente.

Além da exibição de filmes, a mostra promove ainda debates, masterclasses, painéis e conferências, com destaque para a presença de nove convidados internacionais, entre eles, o grande documentarista camaronês Jean-Marie Teno. O festival de cinema acontece de forma híbrida, com longas e curtas-metragens exibidos de forma online ou presencial, em cinemas de São Paulo e de Curitiba.

“A programação amplia seu alcance e relevância ao trazer realizadores africanos ao país e promover as cinematografias do continente entre os públicos brasileiros”, disse Ana Camila, diretora do festival.

Em Curitiba, o festival tem início amanhã (7) e termina no dia 13 de julho. Já em São Paulo, ele segue até o dia 20 de julho e acontece em seis espaços: Cinesesc, Sesc Avenida Paulista, Goethe-Institut, Cinusp e Circuito Spcine (Sala Lima Barreto e Biblioteca Roberto Santos). Há filmes com entrada gratuita, mas o preço dos ingressos pode variar até R$ 24.

Todos os curtas da mostra, com exceção do programa feito em parceria com a Cinemateca Francesa, serão exibidos de forma online na plataforma Sesc Digital (https://sesc.digital/colecao/cinemas-africanos-2022 ) e estarão disponíveis para todo o Brasil durante o período do festival.

Mais informações sobre a mostra estão no site mostradecinemasafricanos.com.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Anvisa recebe cinco pedidos para diagnóstico da varíola dos macacos e inicia análises

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) apresentou, nesta quinta-feira, 11, o balanço dos pedidos de registro de produtos para o diagnóstico da varíola dos macacos. Ao todo, cinco...

Jovem sofre acidente às vésperas de intercâmbio e morre no dia do voo em SC

A jovem Sabrina Romanovski, de 21 anos, sofreu um acidente de trânsito às vésperas do intercâmbio que faria para Portugal e morreu, na madrugada desta quinta-feira, 11, no dia...

Lotofácil 2596, Quina 5921 e outras loterias: confira os números (11/8)

A Caixa sorteou nesta quinta-feira (11/8) os concursos Lotofácil 2596, Quina 5921, Timemania 1820, Dupla Sena 2403 e Dia de Sorte 641.O evento foi realizado no Espaço da Sorte,...