Rodoanel Metropolitano: TCE nega novo pedido de suspensão do leilão

O Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais...

Bia Haddad vence número 1º do tênis feminino no WTA de Toronto e faz história

A brasileira Bia Haddad Maia teve uma vitória histórica...

Bolsonaro ironiza ato na USP: ‘Constituição é melhor que qualquer pedaço de papel’

O presidente Jair Bolsonaro (PL) realizou sua tradicional transmissão...

Jequié: Caminhões da construtora responsável pelo asfaltamento do município pegam fogo

Duas caçambas pegaram fogo na tarde desta quinta-feira...

Alexandre Ywata é o novo secretário especial de Produtividade

Escrito por Redação

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

O novo secretário especial de Produtividade e Competitividade do Ministério da Economia será Alexandre Ywata. A nomeação pelo ministro Paulo Guedes foi publicada hoje (6) no Diário Oficial da União.ebcebc

Ywata substituirá Daniella Marques Consentino, que assumiu a presidência da Caixa Econômica Federal. Ex-subsecretário de Direito Econômico na Secretaria de Política Econômica do Ministério da Economia, ele era secretário de Desenvolvimento da Infraestrutura, cargo que integra a estrutura da Secretaria Especial de Produtividade e Competitividade, desde fevereiro deste ano.

Mestre em estatística pela Universidade de Brasília (UnB) e PhD em estatística pela Northwestern University, nos Estados Unidos, Ywata é servidor de carreira do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), onde foi presidente substituto e diretor de Políticas Regionais, Urbanas e Ambientais. Ele também tem passagem pela Caixa Econômica Federal, onde foi presidente da Caixa Participações e ocupou as vice-presidências de Riscos e Controles Internos e de Fundos de Investimentos.

A Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade é responsável por programas de qualificação profissional e pela elaboração de políticas que melhorem a produtividade da economia. Nos próximos meses, o órgão pretende lançar um painel de acompanhamento de investimentos privados, gerados por concessões e privatizações.

Além de publicar estudos com os efeitos das políticas e das reformas promovidas pelo governo, a Secretaria de Política Econômica elabora as previsões oficiais do Ministério da Economia para variáveis econômicas como Produto Interno Bruto (PIB) e inflação. Essas estimativas são usadas na elaboração do Orçamento e são revisadas a cada dois meses, uma semana antes de o governo anunciar o contingenciamento (bloqueio) ou a liberação de verbas.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Diesel: Petrobras reduz R$ 0,22 no preço do litro

A Petrobras anunciou redução de R$ 0,22 no preço médio do litro de diesel vendido às distribuidoras, nesta quinta-feira (11/8). A partir de amanhã, o valor passará de R$...

Queda nas safras leva à retração da Região Sul no primeiro trimestre

A Região Sul sofreu uma retração na atividade econômica no primeiro trimestre do ano, impactada pela forte estiagem e calor intenso, que comprometeram o desenvolvimento e a produtividade das...

Apesar de deflação de 0,68% em julho, óleo diesel subiu 4,59% no país

Apesar de o grupo de transporte ter representado a maior contribuição para a queda de 0,68% no Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em julho, o óleo diesel...