Vaca prenha é retirada de fossa de mais 3 metros de profundidade na BA

Uma vaca que estava prenha foi resgatada de...

Ariel Cabral, ex-Cruzeiro, fecha com clube do Uruguai

Ariel Cabral foi anunciado como reforço do Racing, equipe...

Homem acusado de agredir e ameaçar a ex é preso pela 2ª vez em seis meses

Um homem acusado de agredir e ameaçar a...

Palmeiras repudia manifestações racistas da torcida do Cerro Porteño

No duelo entre Cerro Porteño e Palmeiras, nesta quarta-feira,...

Univaja diz ter encontrado embarcação em área de buscas no Amazonas

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

A União dos Povos Indígenas do Vale do Javari (Univaja) afirmou neste domingo (12) ter encontrado uma nova embarcação na mesma região em que são realizadas as buscas pelo indigenista Bruno Araújo Pereira e pelo jornalista inglês Dom Phillips. Os dois estão desaparecidos desde 5 de junho na região da reserva indígena do Vale do Javari, a segunda maior do país, com mais de 8,5 milhões de hectares.ebcebc

“O que a equipe de busca encontrou foi um possível local onde vestígios, observados na beira de barranco, apontam que uma embarcação poderia ter sido arrastada no local. Essa informação foi repassada às autoridades responsáveis pelas investigações e, por essa razão, o local foi isolado pelas autoridades competentes para que a busca e a perícia sejam realizadas”, diz o informe assinado pelo procurador jurídico da Univaja, Eliésio Marubo.

Ainda segundo o comunicado, nas proximidades do local foi encontrada também uma embarcação que pode ser de propriedade de Amarildo da Costa Oliveira, detido para investigação. “A informação sobre a propriedade da embarcação ainda precisa ser confirmada pelos responsáveis pelas investigações”, ressalta o documento.

Material genético

Na última sexta-feira (10), a Polícia Federal (PF) no Amazonas, que está à frente das forças de segurança na Operação Javari, informou que equipes de busca encontraram material orgânico, “aparentemente humano”, em uma área próxima ao porto de Atalaia do Norte. Ainda não há informação se a amostra recolhida tem alguma relação com o desaparecimento de Dom Phillips e de Bruno Pereira.

O Instituto Nacional de Criminalística da Polícia Federal é quem vai realizar a análise pericial do material recolhido, como também fará a perícia em vestígios de sangue encontrados na embarcação de Amarildo da Costa de Oliveira, 41 anos, conhecido como “Pelado”.

Ele é suspeito de envolvimento no caso e teve a prisão temporária por 30 dias decretada na noite de quinta-feira (9) pela juíza plantonista Jacinta Santos, durante a audiência de custódia na Comarca de Atalaia do Norte (AM). O processo segue em segredo de justiça.

Além dessas perícias, serão analisados materiais genéticos coletados por investigadores de referência de Dom Phillips, em Salvador, e de Bruno Pereira, no Recife. As amostras serão utilizadas na análise comparativa com o sangue encontrado na embarcação.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Flávio Bolsonaro classifica denúncias contra Pedro Guimarães como ‘gravíssimas’

A Caixa Econômica Federal mudou de liderança nesta quarta-feira, 29. Após denúncias de assédio sexual, Pedro Guimarães renunciou ao cargo de presidente e Daniella...

Caixa admite que recebeu denúncias de assédio contra Pedro Guimarães

A Caixa Econômica Federal confirmou, nesta quarta-feira, 29, que recebeu relatos de assédio sexual na instituição. Em nota, o banco afirmou que investiga o...

Mãe de Henry volta para a cadeia após passar 3 meses em prisão domiciliar

Monique Medeiros, mãe de Henry Borel, foi transferida na manhã desta quarta-feira (29/6) para o Presídio de Benfica, na Zona Norte do Rio de...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com