Acelen reduz preços do diesel e da gasolina na refinaria em meio a diminuição do ICMS

A Acelen, empresa que administra a Refinaria Mataripe...

Câmara: bancada do PSB quer benefícios permanentes na PEC dos Auxílios

A bancada do PSB na Câmara dos Deputados apresentou,...

De volta ao Mapa da Fome, Brasil tem 60 milhões com insegurança alimentar

Desafio para muitas nações, o acesso à alimentação e...

Joaquim Barbosa: ‘Forças Armadas devem permanecer quietinhas’

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa,...

Uberaba notifica suspeita de hepatite de origem desconhecida em criança

Publicado em:

Compartilhe esse artigo
 
A Secretaria de Saúde de Uberaba notificou a Secretaria Estadual de Saúde, no final da semana passada, sobre a existência de um caso suspeito de hepatite de etiologia viral a esclarecer em paciente atendida no Hospital da Criança.
 
A Saúde de Uberaba informou também, na última quinta-feira (2/6), que a criança passa bem, mas que foi isolada em observação por 72 horas, sob controle do hospital, seguindo todas as orientações do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) Minas Gerais e que, além disso, exames complementares para real diagnóstico serão realizados no laboratório do Estado. 
 
 “O protocolo exige uma bateria de exames e procedimentos clínicos que já estão sendo providenciados”, complementou a secretária adjunta de Saúde, Valdilene Rocha.
 
Na tarde de hoje (6/6), a reportagem questionou a assessoria de imprensa da Superintendência Regional de Saúde (SRS) Triângulo Sul, em Uberaba, se a criança ainda segue isolada, qual o sexo e idade dela, bem como se já há o resultado desses exames complementares feitos pelo laboratório do Estado.
 
A resposta foi que a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) informa que a atualização dos casos de hepatite aguda ocorre semanalmente, às terças e quintas-feiras, sendo que até 2/6 (quinta-feira da semana passada), foram notificados pelo CIEVS-Minas doze casos sugestivos de hepatite aguda de etiologia desconhecida. Desses, quatro casos foram descartados (dois em Montes Claros, um em Divinópolis e um em Lagoa Santa), três classificados como suspeitos (em Belo Horizonte, Ibirité e Juiz de Fora) e cinco seguem em investigação.
 
Já casos dos municípios de Juiz de Fora, Belo Horizonte, Montes Claros, Uberlândia e São João Del Rei estão em investigação e acompanhamento e, ainda conforme informações da SES-MG repassadas à SRS Triângulo Sul, aguardam resultados de exames e foram notificados ao Ministério da Saúde.
 
“Os principais sintomas relatados foram dor abdominal e vômitos, acompanhados de alterações de enzimas hepáticas”, finalizou nota da SRS Triângulo Sul.
 
 

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

‘Estamos cumprindo nossa missão ao aprovar o plano’ diz prefeito de BH

O prefeito Fuad Noman (PSD) celebrou a assinatura do plano de ação que tem como objetivo a realização de obras e ações para colocar...

Briga entre traficantes em Betim acaba com um baleado e outro preso

Uma tentativa de homicídio entre traficantes acabou com um homem ferido e outro preso na noite dessa quarta-feira (06/7), em Betim, na Região Metropolitana...

Serra do Curral: comissão internacional faz visita para avaliar riscos

Uma comissão de especialistas vai visitar a Serra do Curral, nesta quinta-feira (7/7), para verificar in-loco as ameaças ambientais e patrimoniais que podem representar...