Na luta contra o rebaixamento, VP do Brasil de Pelotas mostra preocupação com arbitragem

O Brasil de Pelotas encara o Vitória, no...

Com paz selada em reunião, Bolsonaro confirma presença em posse de Moraes no TSE

O presidente Jair Bolsonaro (PL) confirmou que irá...

RJ: polícia apreende uma tonelada de droga durante operação na Maré

Rio de Janeiro- Uma operação conjunta entre Polícia Militar...

Foto de gato selvagem caçando flamingo ganha prêmio de imagens de natureza; veja outras premiadas

A imagem impressionante de um lince-do-deserto (ou caracal) caçando...

Turistas dão ‘jeitinho’ para viajar nas férias em meio aos altos preços

Escrito por Redação

Publicado em:

Compartilhe esse artigo
Com a chegada do inverno e do mês de julho, muitas famílias decidem viajar para visitar os parentes distantes ou apenas aproveitar o passeio em pontos turísticos. As férias escolares deste ano prometem ser mais movimentadas, devido ao avanço da vacinação contra a Covid-19. E mesmo com preços altos dos combustíveis e das passagens aéreas, o que vale é mudar destino por outro mais em conta, trocar o meio de transporte ou usar as milhas para conseguir uns dias de descanso nesta época.
Que o diga o casal Bruna Uaqui, 25 anos, e Daniel Santos. Eles planejavam passar a lua de mel em um lugar mais frio, como Gramado, no Sul, mas os preços salgados fizeram os jovens desistirem. O destino escolhido foi Caldas Novas, em Goiás, famosa pelas altas temperaturas das águas que correm na região. “Além de sair mais em conta, eu gosto muito de piscina e não sou muito fã de mar e cachoeiras”, contou Bruna.
Para rever os familiares em Imperatriz, no Maranhão, após dois anos de pandemia, a arquiteta Anna Angélica Bento, 31 anos, aproveitou as milhas que ganhou do pai para viajar de avião em julho. Caso contrário, ela acredita que o passeio não seria possível. “A princípio não iria. Os preços subiram muito. Mas meu pai conseguiu me dar as milhas que ele tem e comprar as passagens de ida e volta”, comemora.
Dados apontam que o turismo nacional cresceu 47,7% em abril, em comparação ao mesmo mês do ano passado. Presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens (Abav), Magda Nassar diz que o setor cresce mesmo com todas as dificuldades porque é alta a demanda de viagens após um longo período de pandemia. “O desejo do brasileiro de viajar faz com que ele procure alternativas aos empecilhos que fazem parte da economia do país. Nos últimos anos, viemos de uma pandemia que estava impossibilitando muitas pessoas de viajarem. Julho é um período de férias. Vemos voos, tanto internacionais quanto nacionais lotados, e a procura está bem alta”, diz.
O crescimento também deve permanecer no segundo semestre, frisa Magda. “O período já é historicamente forte e hoje o brasileiro tem como principal desejo a liberdade de poder viajar. Muitos estão readaptando o seu orçamento para isso”, afirma.

Mais lazer

Vice-presidente do Conselho Regional de Economia de São Paulo e especialista em turismo e setor aéreo, Gilson Garófalo ressalta que as viagens de trabalho estão menos frequentes – reflexo da pandemia, quando as reuniões on-line ganharam força.
Em contrapartida, as viagens turísticas devem continuar impulsionando todo o setor. O especialista explica que na pandemia, muitos brasileiros reavivaram o desejo de conhecer novos lugares. “Nestas viagens de lazer domésticas em veículo próprio, o preço do combustível pode levar à escolha de locais mais próximos. Quanto à questão das viagens aéreas, muitos aproveitarão as passagens que tiveram que ser remarcadas durante a pandemia ou, então, uma poupança foi realizada para justamente realizar o sonho de descansar e arejar”, avalia Garófalo.

Expectativas de emprego

Oportunidade também para quem busca recolocação no mercado de trabalho. Pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio (CNC) indica que o setor de turismo deve gerar 190 mil empregos até o fim do ano. Desde maio de 2021, mais de 290 mil vagas foram preenchidas no segmento.

Com isso, o turismo retoma o mesmo patamar de quando a pandemia assolou o mundo inteiro. “Toda a cadeia envolta na seara turística voltou a se movimentar, desde os meios de transporte rodoviário e aéreo, a hotelaria e a infraestrutura específica”, explica o especialista Gilson Garófalo.
*Estagiário sob a supervisão da subeditora Renata Galdino
 

10 destinos mais procurados para o mês de julho

1- Campos do Jordão (SP)

2- Gramado (RS)

3- Rio de Janeiro (RJ)

4- Monte Verde (MG)

5- São Paulo (SP)

6- Porto de Galinhas (PE)

7- Caldas Novas (GO)

8- Maragogi (AL)

9- Salvador (BA)

10- Fortaleza (CE)
Fonte: Melhores Destinos/Booking.com 

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Petrobras reduz preço do diesel vendido às distribuidoras em R$ 0,22 por litro

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira, 11, que a partir de amanhã, sexta-feira, 12, o preço médio de venda de diesel para as distribuidoras passará de R$ 5,41 para R$...

Guedes prepara propostas para contas públicas de 2023

O ministro Paulo Guedes disse em evento que novas propostas estão sendo preparadas para aumentar o desempenho das contas públicas. Gudes voltou a afirmar que o teto de gastos...

Brasil tem a segunda conta de energia mais cara do mundo

Nos últimos cinco anos, o custo da energia elétrica brasileira aumentou 47%, o que contribuiu para que o país subisse de posição na lista de países com as contas...