Acelen reduz preços do diesel e da gasolina na refinaria em meio a diminuição do ICMS

A Acelen, empresa que administra a Refinaria Mataripe...

Câmara: bancada do PSB quer benefícios permanentes na PEC dos Auxílios

A bancada do PSB na Câmara dos Deputados apresentou,...

De volta ao Mapa da Fome, Brasil tem 60 milhões com insegurança alimentar

Desafio para muitas nações, o acesso à alimentação e...

Joaquim Barbosa: ‘Forças Armadas devem permanecer quietinhas’

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa,...

Tucano Tiago Correia assume preferência por Bolsonaro já no 1º turno:

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Tucano Tiago Correia assume preferência por Bolsonaro já no 1º turno: 'Voto útil'

Foto: Lula Bonfim / Bahia Notícias

Enquanto o PSDB, a nível nacional, negocia seu apoio à pré-candidatura de Simone Tebet (MDB) à presidência da República, um importante quadro tucano na Bahia já decidiu seu voto em um sentido diferente. O deputado estadual Tiago Correia (PSDB) afirmou, nesta quarta-feira (1º), que votará pela reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL).

Segundo Tiago Correia, sua decisão não é ideológica, mas sim um “voto útil”. De acordo com ele, a eleição está polarizada entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Bolsonaro e, para impedir o retorno dos petistas à presidência, o voto no atual presidente da República torna-se a única opção.

“Eu não voto no ex-presidente Lula. Nunca votei no PT. Nunca escondi isso. Votei, na eleição passada, no primeiro turno, no candidato do nosso partido [Geraldo Alckmin]. No segundo, votei em Bolsonaro. E, se o quadro continuar consolidado como está, eu não voto no presidente Lula. Voto em Bolsonaro”, garantiu Correia ao Bahia Notícias, durante sessão na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA).

Voto de Correia no primeiro turno de 2018, Alckmin é, atualmente no PSB, o candidato a vice-presidente da República na chapa de Lula. Mesmo assim, o apoio do ex-tucano não foi suficiente para afastar o deputado estadual do antipetismo.

“A ida de Alckmin para o lado de lá, na verdade, me fez perder toda a admiração que eu tinha por ele. Depois de tudo que ele falou de Lula, do nada, ele abraça o cara. Não dá”, confessou Correia.

Apesar de cravar que não votará no PT, o parlamentar tucano disse não saber se Lula será mesmo candidato à presidência. Correia avalia que o petista não tem se dedicado à campanha como costumava fazer no passado, com caravanas que rodavam o país.

“É uma sensação. Eu acho que apenas a candidatura de Bolsonaro está confirmada. O PT deve ter uma candidatura, que não sei se será Lula. As demais estão em aberto. Mas, seja quem for o candidato, eu não voto no PT. Nunca votei e dificilmente votarei um dia”, finalizou o tucano.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Câmara: bancada do PSB quer benefícios permanentes na PEC dos Auxílios

A bancada do PSB na Câmara dos Deputados apresentou, nesta quinta-feira (7/7), um relatório paralelo à PEC dos Auxílios, em que cobra a obrigatoriedade...

Joaquim Barbosa: ‘Forças Armadas devem permanecer quietinhas’

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, disparou críticas à postura do Ministro da Defesa, o general Paulo Sérgio Nogueira, sobre a...

União Brasil vai anunciar apoio à candidatura de Rodrigo Garcia em SP

O União Brasil vai declarar apoio à candidatura de Rodrigo Garcia, pré-candidato do PSDB ao Governo de São Paulo. A expectativa é que o...