Ex-sem-teto Givaldo Alves vende ‘Pau de Mendigo’ sem aval da Anvisa

Após ficar famoso por ter mantido relações sexuais...

São João de Porto Seguro recebe 80 mil pessoas em show de Amado Batista

O cantor Amado Batista, que completa 47 anos...

Bolsonaro diz que anunciará Braga Netto como candidato a vice

Jair Bolsonaro (PL) afirmou na noite deste domingo (26/6)...

SPM e Alba lançam Coleção Respeita as Mina com publicações de temática de gênero e feminista

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

A Secretaria Estadual de Políticas para as Mulheres (SPM-BA) lançou, nesta quarta-feira (8), em parceria com a Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), a Coleção Respeita as Mina, um selo editorial que possibilitará a publicação de teses, dissertações, coletânea de artigos, estudos e outros documentos com temática relacionada às questões feministas e de gênero. 

Segundo a titular da SPM-BA, Julieta Palmeira, o selo editorial terá duas publicações anuais, dando prioridade à produção de mulheres. “É uma temática que envolve a mobilização de toda a sociedade, que é o enfrentamento ao sexismo, a misoginia e ao machismo, e essa coleção é uma grande contribuição”, ressaltou a secretária. 

A primeira publicação da Coleção é o Protocolo do Feminicídio, documento que reúne as diretrizes para a prevenção, investigação e julgamento do feminicídio. “O protocolo prevê operações padronizadas para prevenir e julgar casos de feminicídio na Bahia. É muito importante inaugurar com uma publicação desse porte, é um impacto em diversos setores voltados para o enfrentamento à violência contra a mulher”, destacou a gestora. 

A primeira publicação é fruto de contribuições das diversas representações e instituições participantes do Grupo de Trabalho Interinstitucional (GTI). Embora já tenha sido disponibilizada a versão digital, a versão impressa do protocolo foi escolhida como publicação de estreia da coleção para ressaltar a importância do documento, que tem como base o modelo latino-americano para investigação das mortes violentas de mulheres por razões de gênero, elaborado pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos (ACNUDH), em colaboração com a Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres (ONU Mulheres) por meio do Escritório Regional para a América Latina e Caribe.

A publicação será distribuída entre as delegacias e varas de Justiça especializadas, centros e núcleos de referência no atendimento à mulher (CRAMs e NAMs), unidades da Ronda Maria da Penha, entre outras instituições. Desde o lançamento oficial do protocolo, em dezembro de 2020, o documento tem integrado o conteúdo programático das capacitações e formações em gênero da SPM-BA que têm como público-alvo a Política Militar e equipes da rede de enfrentamento à violência contra as mulheres. “O desafio é fazer com que o protocolo seja efetivamente incorporado às práticas das instituições”, disse a titular da SPM-BA. 

O Protocolo do Feminicídio foi elaborado ao longo de um ano, quando o GTI promoveu reuniões e debates sob a coordenação da SPM-BA com a participação de representantes das Secretarias da Segurança Pública (SSP), Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS); Secretaria da Saúde (Sesab), Administração Penitenciária e Ressocialização (SEAP), Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), Procuradoria Geral do Estado, Tribunal de Justiça, Ministério Público, Defensoria Pública, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-BAHIA), além de representantes do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher (CDDM).

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Bolsonaro diz que anunciará Braga Netto como candidato a vice

Jair Bolsonaro (PL) afirmou na noite deste domingo (26/6) que vai anunciar “nos próximos dias” o ex-ministro Walter Braga Netto como vice em sua...

Bolsonaro diz que foi obrigado a dar ‘graça’ a Daniel Silveira

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou, neste domingo (26/6), que foi obrigado a conceder a "graça presidencial" ao deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ). A declaração...

‘Aqui não é comício’, diz Elba Ramalho em meio a gritos de ‘Fora, Bolsonaro’

A cantora Elba Ramalho interrompeu um coro de "Fora, Bolsonaro" do público durante show no Parque de Exposições, em Salvador, neste domingo. Ela...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com