Bolsonaro diz que foi obrigado a dar ‘graça’ a Daniel Silveira

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou, neste domingo (26/6),...

AstraZeneca: validade estendida é eficaz e segura, diz professor da UFMG

Quem foi aos pontos de vacinação contra a COVID...

G7 anuncia que vai proibir importação do ouro russo

As quatro potências do G7 anunciaram, neste domingo, 26,...

Klara Castanho agradece apoio após revelar que foi estuprada e entregou bebê para adoção  

Klara Castanho usou suas redes sociais na manhã deste...

São Paulo registra aumento de licenças por covid-19 na saúde

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

A prefeitura de São Paulo informou hoje (10) que na quarta-feira (8) 1.411 profissionais da Secretaria Municipal da Saúde (SMS) estavam afastados por covid-19, representando 777 casos, e síndrome gripal, 634 casos. A pasta conta com um total de 107.428 funcionários.ebcebc

Em todo o mês de maio, foram afastados 1.795 profissionais com esses dois diagnósticos, sendo 514 por covid-19 e 1.281 por síndrome gripal. Já em abril, foram 947 afastamentos: 132 por covid-19 e 815 por síndrome gripal.

Estado

A Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo informou que 2,4% dos profissionais de saúde de unidades estaduais estão afastados por confirmação de covid-19 e pelas demais síndromes respiratórias agudas graves (SRAG). No início de maio, os dados apontavam 2,2% de afastamentos pelos mesmos motivos.

De acordo com o Protocolo de Assistência e de Segurança das equipes, a pasta determina que qualquer profissional com suspeita da doença seja afastado imediatamente para recuperação de sua saúde e prevenção dos demais sintomas. Disse ainda que tem garantido assistência e fortalecido os serviços de saúde estaduais, sem prejuízos no atendimento.

A Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) apurou que, nas últimas duas semanas, 5,5% dos profissionais de saúde dos hospitais privados do país foram afastados por diagnóstico positivo para a covid-19. Em condições consideradas normais, no período de pré-pandemia, a entidade informou que o índice de afastamentos, incluindo todas as doenças, variava entre 2,5% e 3%.

Mesmo no mês de abril, já no contexto da pandemia, o índice de licenças foi de 2,66%, incluindo todas as doenças. Em janeiro de 2022, a taxa de afastamento por doenças em geral nos hospitais privados foi estimada em 10%, com a alta puxada pela disseminação da variante Ômicron, conforme apontou a entidade.

A Anahp informou que os funcionários ativos em suas unidades, em 2021, totalizavam 215.267 pessoas.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ex-sem-teto Givaldo Alves vende ‘Pau de Mendigo’ sem aval da Anvisa

Após ficar famoso por ter mantido relações sexuais com uma mulher em surto psicótico e ter sido espancado pelo marido dela, o ex-sem-teto...

Ex-sem-teto Givaldo Alves vende ‘Pau de Mendigo’ sem aval da Anvisa

Após ficar famoso por ter mantido relações sexuais com uma mulher em surto psicótico e ter sido espancado pelo marido dela, o ex-sem-teto...

Dia Nacional do Diabetes: pacientes buscam qualidade de vida

O Dia Nacional do Diabetes, celebrado neste domingo (26), reforça a importância de hábitos saudáveis para evitar a doença, que acomete mais de 537...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com