Richarlison no Tottenham? América pode lucrar quantia milionária com venda

Clube revelador do atacante Richarlison, o América está de...

Missão Emelec: Atlético nunca perdeu jogo mata-mata de Libertadores em casa

O Atlético desperdiçou grande chance de sair em vantagem...

Américas têm 1,3 milhão de casos de covid na semana, alta de 14% ante a anterior

Diretora da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), Carissa Etienne...

Famosos arrasando na estética Barbie

O próximo filme da Barbie estrelado por Margot Robbie...

Rússia diz que ataque com mísseis matou mais de 50 oficiais ucranianos

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Mais de 50 oficiais ucranianos foram mortos em um ataque com mísseis de cruzeiro Kalibr contra um centro de comando do Exército ucraniano na região de Dnipro, no leste do país, informou a Rússia neste domingo, 19. O ataque ocorreu no sábado, 18, quando ocorria uma reunião do comando da divisão operacional ucraniana Alexandria na cidade de Shirukaya Dacha, explicou o general Igor Konashenkov, porta-voz do Ministério da Defesa russo, em seu relatório militar diário. A reunião reuniu generais e oficiais do Exército ucraniano, em particular das unidades aerotransportadas e das tropas que operam nas regiões do sul de Zaporizhzhya e Mykolaiv, segundo o comunicado militar russo.

Além disso, outro ataque com mísseis Kalibr destruiu uma dúzia de canhões Howitzer de 155 milímetros em uma fábrica em Mykolaiv, além de 20 veículos blindados, recentemente entregues a Kiev pelos Estados Unidos. A aviação russa também teria destruído um comboio com outros 30 tanques e veículos blindados em uma estação de trem em Dnipro. Enquanto isso, na região vizinha de Kharkiv, que faz fronteira com o território russo, um ataque com mísseis Iskander devastou uma fábrica de reparação de tanques. O Exército russo também informou ter atacado posições ucranianas na região de Donetsk, matando várias centenas de soldados ucranianos e mercenários estrangeiros. Além disso, Konashenkov anunciou que as milícias pró-russas de Lugansk, com o apoio do Exército russo, tomaram a localidade de Metiolkine, nos arredores da cidade de Severodonetsk, próxima a Lysychansk, o último grande reduto ucraniano da região de Lugansk.

*Com informações da EFE. 

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Lugar paradisíaco no Egito já matou ao menos 100 pessoas e é conhecido como ‘arrebatamento das profundezas’

Se de longe o Blue Hole (Buraco Azul) chama atenção por ser uma piscina natural, de perto ele é uma verdadeira armadilha. Não é...

OMS: varíola dos macacos requer esforços intensos de resposta e será reavaliada

Diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus afirmou nesta quarta-feira, 29, que a varíola dos macacos não deve ser minimizada, embora...

EUA vão reforçar presença militar em seis países da Europa para fortalecer segurança no Báltico

Os Estados Unidos vão reforçar a presença militar em seis países da Europa – Polônia, Romênia, Espanha, Itália, Reino Unido e Alemanha -, além...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com