Maria Marighella comemora fala de Lula: ‘Reconectando a independência de ontem com o amanhã’

A vereadora Maria Marighella (PT) comentou, neste sábado...

Cruzeiro mapeia causas do caos nas catracas e vislumbra soluções

O caos registrado no acesso de torcedores do Cruzeiro...

‘Vão sobrar uns 5 ou 10 bancos digitais’, avalia presidente do Next

O ano de 2022 será de transformação para o...

Ditador da Belarus diz que país foi atacado pela Ucrânia, mas sem mostrar evidências

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ditador da Belarus,...

Quadrilha é desarticulada em operação do MP em quatro cidades de Minas

Publicado em:

Compartilhe esse artigo
 
Quatro pessoas foram presas em uma ação do Ministério Público de Minas Gerais que visava desarticular uma quadrilha que agia em João Pinheiro, no Noroeste de Minas, mas que tinha braços em outras cidades mineiras. O cabeça do grupo agia de dentro de uma unidade prisional. Segundo o MP, a principal atividade da organização criminosa é o tráfico de drogas.

A operação La Catedral foi deflagrada nesta terça-feira (7/6) pela promotoria  de Paracatu, com apoio do MP de Uberaba e da Polícia Militar (PM). Foram cumpridos 13 mandados de prisão preventiva, sendo um em Uberaba, um em Guarda-Mor e 11 em João Pinheiro.

Quatro pessoas foram presas em flagrante, sendo duas por posse ilegal de arma de fogo e munição, e duas por tráfico de drogas. Também foram cumpridos 25 mandados de busca e apreensão em João Pinheiro, um no presídio de Uberaba e dois em Brasilândia de Minas.
As investigações que antecederam a operação duraram cerca de seis meses e, de acordo com o o promotor de Justiça Nilio Virgílio, a operação da quadrilha seguia as ordens do chefe, mesmo com ele preso na cidade de Uberaba. “Foram feitas diversas interceptações telefônicas e outras diligências possibilitando a identificação de diversos integrantes que continuavam a movimentação da quadrilha, principalmente em João Pinheiro”, disse.
Nas buscas foram apreendidos celulares, armas, munições, algumas porções de drogas, aproximadamente R$ 7 mil, balança de precisão e documentos.
O cumprimento dos mandados de busca e prisões preventivas contaram com apoio de 105 policiais militares, 10 policiais penais, três promotores de Justiça, um servidor do Ministério Público, 36 viaturas da PM, um helicóptero e dois cães farejadores.
As investigações prosseguem com a oitiva de testemunhas, investigados e a análise do que foi apreendido durante a operação, dentre outras diligências.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Polícia prende empresário que torturou e matou homem com choques elétricos

A Polícia Civil de Araxá, no Alto Paranaíba, prendeu nesta sexta-feira (1°/7), o empresário Silvio Fernandes Machado, de 50 anos, suspeito de torturar dois homens com...

Deputado estadual é suspeito de causar acidente em BH após beber e dirigir

O deputado estadual mineiro Gustavo Santana, do PL, é suspeito de ter protagonizado um acidente de trânsito na madrugada deste sábado (2/7), em Belo...

Dia de se divertir e cooperar na Praça da Assembleia; confira a programação

Está sem programa para este sábado? Corre, por que ainda dá tempo. Começou 9h e vai até as 13h deste sábado (02/7) uma programação,...