Prefeita Cordélia Torres sanciona lei que reajusta 18% do salário dos profissionais da educação

Em uma solenidade que aconteceu nesta sexta-feira (19),...

Evento debate caminho para tratamento adequado das demandas de assistência à saúde

Cerca de dois terços dos tribunais possuem especialização...

Ana Marcela Cunha fecha patrocínio com a XP Investimentos visando Paris 2024

A baiana Ana Marcela Cunha tem um novo...

Em carreata, Jerônimo Rodrigues garante que vai ganhar no primeiro turno

O candidato ao governo da Bahia Jerônimo Rodrigues...

Polícia Civil vai à Alesp contra Isa Penna por ‘quebra de decoro parlamentar’

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

A Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) recebeu nesta sexta-feira, 24, uma representação do Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de São Paulo contra a deputada Isa Penna (PCdoB) devido a “conduta desrespeitosa e acintosa” que a parlamentar teve ao questionar o delegado Fernando Carvalho Gregório por não ter determinado prisão em flagrante do procurador Demétrius Oliveria de Macedo após o rapaz agredir a procuradora-geral da Prefeitura de Registro, Gabriela Samadello Monteiro de Barros. Parte do documento alega que a atitude de Penna foi “inadmissível” e “totalmente inadequado”, já que “ultrapassou os limites da imunidade e prerrogativa de seu mandato” e “infringem patentemente o Código de Ética e Decoro Parlamentar da Casa Legislativa que representa”. A representação é assinada pelo delegado em exercício da presidência, José Vicente Pires Barreto Fonseca.

“Há na conduta da deputada inquestionável ofensa à dignidade não somente das autoridade policiais civil, mas à toda Polícia Civil e aos funcionários públicos estaduais, sendo ainda mais grave se levarmos em consideração que o delegado de Polícia oficiante estava em seu turno de trabalho e presidindo os atos de Polícia Judiciária quando abordado de maneira indevida, acintosa, ofensiva e indecorosa por parte da representada”, conclui o representante. O fato em questão refere-se à um vídeo que circula na internet onde a deputada aparece questionando o delegado Fernando Gregório: “Você tá me dizendo que você olhou pra cara daquela mulher que está com o olho roxo, que nunca vai esquecer isso na vida dela, e você mandou ela pra casa e liberou o agressor dela. É isso que você está me dizendo? Sem pedir uma medida protetiva que fosse. E você se chama de servidor público?”, afirmou.

*Com informações do Estadão Conteúdo

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Roma diz que governo federal tem papel importante na geração de empregos na Bahia

O ex-ministro da Cidadania e candidato a Governador da Bahia, João Roma (PL), nesta sexta-feira (19), em evento no bairro dos Barris, em Salvador, destacou o papel do...

Em carreata, Jerônimo Rodrigues garante que vai ganhar no primeiro turno

O candidato ao governo da Bahia Jerônimo Rodrigues (PT) realizou uma carreata nesta sexta-feira (19) nos municípios de Itapicuru, Olindina, Nova Soure, Cipó, Ribeira do Amparo e Ribeira...

Lula nega “guerra santa” por votos: “Não faz parte da minha cultura”

Em entrevista nesta sexta-feira (19/8), em seu escritório de campanha, em São Paulo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato do PT à Presidência da República, disse que...