Na Praia volta em novo endereço e com programação para toda a família

Após dois anos de hiato, o Na Praia volta...

Dono de boliche acusado de homofobia é perito da Polícia Federal

Um dos donos do estabelecimento Capitão Boliche, denunciado por...

CPI em Uberlândia investiga contratos da Secretaria de Saúde

Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) vai investigar contas...

Varíola dos macacos: MG deve ‘evitar transmissão’, diz especialista

O primeiro caso de monkeypox - agente responsável por...

PF investiga empresários sobre crimes em competições esportivas em PE

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Um grupo de empresários que se revezavam na execução de oficinas e competições esportivas custeadas com recursos públicos foi alvo de 24 mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal, nesta terça-feira (14). A ação realizada por agentes da Polícia Federal aconteceu em empresas de fachada e endereços residenciais de seis municípios pernambucanos: Camaragibe, Igarassu, Jaboatão dos Guararapes, Olinda, São Lourenço da Mata e na capital, Recife. ebcebc

Os contratos eram custeados com recursos do Ministério da Cidadania (ex-Ministério do Esporte) e os indícios de desvio para utilização de empresas de fachada chegam a mais de R$ 21 milhões. A ação foi realizada em parceria com o Ministério Público Federal e seis auditores da Controladoria-Geral da União.

As investigações começaram há dois anos a partir de análises da CGU, que constatou simulação de licitações e contratação da empresa responsável pelo detalhamento técnico dos itens esportivos a serem comprados. A justiça determinou quebra dos sigilos fiscal e bancário dos suspeitos. Foram constatados indícios de sobrepreço, superfaturamento e pagamentos por serviços não executados.

Segundo a Controladoria-Geral da União, o desvio das verbas prejudicou diretamente o acesso a programas culturais e esportivos voltados para a infância e juventude, assim como o esporte de alto rendimento. Os investigados podem responder por crimes de fraude, peculato e corrupção, com penas que podem ultrapassar 25 anos.

Esportes Brasília 14/06/2022 – 17:25 Nádia Faggiani / Guilherme Strozi Gabriel Correa – Repórter da Rádio Nacional eventos esportivos Fraudes Pernambuco Polícia Federal esporte terça-feira, 14 Junho, 2022 – 17:25 94:00

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com