Thaciano volta ao Grêmio e ficará disponível a partir de 18 de julho

O volante Thaciano, ex-Bahia, está de volta ao...

Após bug em foto de Lula, bolsonaristas sugerem edição e petista apresenta ‘prova’

Um bug (erro) gerado por um recurso de...

Ex-BBB Carla Diaz relembra diagnóstico de câncer: “Precisei me fechar”

A atriz Carla Diaz usou as redes sociais na...

Consórcio que administra Maracanã proíbe faixas do Vasco

O consórcio Maracanã, que administra o estádio, impediu...

Menos assinantes? OnlyFans não segue tendência e faz mais contratos

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

A tendência para a diminuição de assinantes sentida em outros serviços – como a Netflix – ou a subida do valor da inflação a nível global não são motivos para uma descida de assinantes do OnlyFans, de acordo com o que a Diretora de Estratégia e Operações.

Segundo Lee Taylor, o seu modelo de negócios é “completamente diferente” do da Netflix, que no 1.º trimestre perdeu cerca de 200 mil subscritores e, de acordo com as estimativas da empresa, espera até ao final deste mês perder cerca de dois milhões. “[A Netflix] está  competindo num mercado muito saturado”, defendeu a diretora, dando o exemplo de serviços de streaming como a Amazon ou Disney.

A responsável financeira da empresa, conhecida pelos seus conteúdos para adultos, disse ainda que, ao contrário das outras empresas que têm dispensado funcionários, o OnlyFans tem até aumentado a sua equipa 2% ou 3% por mês. “Estamos conscientes da crise”, garantiu, acrescentando: “Estamos construindo uma equipe no Reino Unido para ajudar os nossos criadores a maximizar os seus lucros”. De acordo com a CNBC, a empresa tem cerca de mil trabalhadores por todo o mundo.

Kelly Blair explicou ainda que a empresa, que não é tão associada à vertente tecnológica, estava naquele evento nos Países Baixos para “tomar controle da sua narrativa”. De acordo com a publicação norte-americana, a empresa já registrou pagamentos a criadores no valor de 18 milhões de dólares num único dia.

Recorde-se que, em 2021, o serviço anunciou que ia proibir conteúdos pornográficos da plataforma, conteúdos pelos quais a plataforma é mais reconhecida. Os responsáveis voltaram atrás e, meses depois, um dos co-fundadores demitiu-se. Apesar de ter outro tipo de conteúdos, a plataforma é mais reconhecida pelos vídeos para adultos.

Este tipo de conteúdos já foram um problema para Visa e a Mastercard, que romperam contratos comerciais com o Pornhub depois de a empresa ser acusada de ter milhões de vídeos de pornografia infantil. Até agora, nenhuma empresa financeira quebrou contratos com o OnlyFans.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Em breve terá mais formas de reagir a mensagens no WhatsApp

O WhatsApp lançou recentemente a capacidade de reagir a mensagens individuais com emojis mas, de acordo com o site WABetaInfo, parece que esta funcionalidade...

Spotify cria ‘playlists’ personalizadas para os fãs de ‘Stranger Things’

A quarta temporada de ‘Stranger Things’ é já considerada pelos fãs como uma das melhores desta série produzida pela Netflix, com um dos melhores...

Estudo revela efeitos negativos do Espaço na saúde dos astronautas

Um estudo realizado por dois investigadores chegou à conclusão que os astronautas perdem o equivalente a décadas de massa óssea depois de passarem tempo...