Governo publica exoneração de Pedro Guimarães

A demissão de Pedro Guimarães da presidência da...

Na Praia volta em novo endereço e com programação para toda a família

Após dois anos de hiato, o Na Praia volta...

Dono de boliche acusado de homofobia é perito da Polícia Federal

Um dos donos do estabelecimento Capitão Boliche, denunciado por...

CPI em Uberlândia investiga contratos da Secretaria de Saúde

Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) vai investigar contas...

MDR debate encerramento de lixões em Valença e Morro de São Paulo

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

O secretário nacional de Saneamento do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), Pedro Maranhão, visitou nesta segunda-feira (13), as cidades de Valença e Morro de São Paulo, para encontrar alternativas para o fechamento dos lixões existentes nesses locais. O Governo tem como meta fechar cerca de 3 mil lixões a céu aberto existentes no País.
 

Em Valença, Pedro Maranhão se reuniu com o prefeito Jairo Baptista e sua equipe e com o presidente do Consórcio Intermunicipal do Mosaico das APAs do Baixo Sul (Ciapra Baixo Sul), Leonardo Barbosa. O lixão de Orobó é um problema antigo para o município baiano e os governos Federal e Municipal irão trabalhar juntos em uma estratégia para que ele possa ser desativado. O secretário do MDR também esteve em Morro de São Paulo, que fica no município de Cairu, onde se encontrou com o prefeito Hildecio Meireles e conheceu o lixão da cidade. Assim como em Valença, o MDR também dará apoio no encerramento do local.
 

Há várias justificativas para o encerrar os lixões. Além de serem uma forma de disposição ambientalmente inadequada, os resíduos sólidos ficam sujeitos às ações do clima, como chuvas e ventos. Ademais, ocorre a produção do chorume, altamente poluente para o solo, águas superficiais e subterrâneas. Além disso, os lixões podem trazer riscos à saúde pela proliferação de vetores transmissores de várias doenças, atrair animais em busca de alimentos, desvalorizar a região e as propriedades do entorno. Há também risco de deslizamentos, principalmente em época de chuvas.

Itacaré também está com o processo de encerramento do lixão em andamento. Em março, o MDR assinou um protocolo de intenções com a Prefeitura da cidade para que o local seja fechado até julho deste ano. A iniciativa conta com a parceria da Agência Alemã de Cooperação Internacional (GIZ). Outro município baiano que também já iniciou processo para encerramento do lixão é Ilhéus. Em parceria com a GIZ, serão realizados estudos com esse objetivo.

 

 

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Feira: Motorista de aplicativo confundido com ex-empresário de Luva de Pedreiro é ameaçado

O motorista de aplicativo Alan Santos de Jesus, está sofrendo ameaças no município de Feira de Santana por ser confundido com o ex-empresário...

Itaberaba: Projeto da prefeitura que pretende conceder 80% de hospital público é aprovado

A prefeitura de Itaberaba conseguiu a aprovação da concessão onerosa do Hospital Regional de Itaberaba para a iniciativa privada, nesta quarta-feira (29). O...

SAJ: Quadrilha de traficantes e homicidas é desarticulada

Quatro mulheres e um homem suspeitos de envolvimento com homicídios e tráfico de drogas foram presos, nesta quarta-feira (29), em Santo Antônio de...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com