Procissão volta às ruas para celebrar Nossa Senhora da Boa Viagem

Dia de rezar e também de homenagear a...

Ator de ‘Homem-Aranha’, Tom Holland anuncia pausa nas redes sociais para cuidar da saúde mental

Tom Holland, ator principal do último filme de “Homem-Aranha”...

Santos joga mal e é derrotado pelo América-MG na estreia de Luan 

O América-MG fez valer o mando de campo e...

Moro abandona ataques a Bolsonaro e faz investidas contra Lula

O ex-juiz Sérgio Moro (União Brasil), candidato ao Senado...

Marcus D’Almeida faz história e conquista medalha de ouro inédita no Mundial de Tiro com Arco

Escrito por Redação

Publicado em:

Compartilhe esse artigo
marcus dalmeida 2

Marcus D’Almeida brilhou na manhã deste domingo, 26, ao derrotar o sul-coreano Kim Je Deok e ficar com a medalha de ouro na etapa de Paris da Copa do Mundo de Tiro com Arco, feito inédito para um brasileiro. Na final, Marquinhos acabou saindo atrás do asiático, mas não permitiu que o rival se distanciasse. Após empate na terceira rodada, o carioca de 24 anos acertou na parte vermelha do alvo e Kim abriu 5 a 3, placar que foi igualado por Marquinhos novamente na rodada seguinte. A virada veio na disputa do desempate. O atleta sul-coreano começou com um tiro de 9 pontos, e o brasileiro carimbou o centro do alvo para confirmar seu primeiro ouro no Mundial.

Marcus garante, desta forma, sua participação na etapa final do Mundial no México, que acontece entre 15 e 16 de outubro. O brasileiro venceu seus sete combates nesta etapa para confirmar a vitória, inclusive passando pelo campeão olímpico Mete Gazoz nas quartas de final e por dois atletas sul-coreanos, principal força da modalidade, neste domingo. “Eu estou me sentindo ótimo. Na Coreia foi por uma flecha, para cá a gente trabalhou muito este tempo que ficamos no Brasil. Esta flecha que me tirou do jogo, nós trabalhamos para não acontecer aqui em Paris e agora estamos garantidos na final no México”, disse Marquinhos. “Eu entrei com uma cabeça no mundial, e aqui eu entrei com outra, estava focado no ouro. Ganhei de dois campeões olímpicos. Esta é minha vez, com licença”, completou o jovem, que já havia sido prata nos Jogos Olímpicos da Juventude e em duas etapas do Mundial. Na Tóquio-2020, o brasileiro acabou sendo eliminado nas oitavas de final.

*Com informações do Estadão Conteúdo

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Santos joga mal e é derrotado pelo América-MG na estreia de Luan 

O América-MG fez valer o mando de campo e venceu o Santos por 1 a 0 na noite deste domingo, 14, no Independência, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro....

Flamengo deslancha no segundo tempo, massacra o Athletico-PR e assume vice-liderança

O Flamengo não tomou conhecimento do Athletico-PR e goleou o rival por 5 a 0, na tarde deste domingo, 14, no Maracanã, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Entrando...

Rebeca Andrade leva cinco medalhas no Brasileiro de Ginástica

Rebeca Andrade levará mais do que recordações da Bahia. A campeão olímpica ampliou a coleção de medalhas. Agora tem mais cinco, quatro de ouro e uma de prata,...