Luva de Pedreiro afirma que teve WhatsApp e TikTok hackeados e acusa empresário

O influenciador digital Iran Ferreira, conhecido como Luva de...

Gilmar Mendes testa positivo para Covid-19 e cancela participação presencial em Fórum Jurídico

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF),...

‘Aqui não é comício’, diz Elba Ramalho em meio a gritos de ‘Fora, Bolsonaro’

A cantora Elba Ramalho interrompeu um coro de...

Último dia de festa junina em Salvador tem público animado

Forró, brincadeiras, comidas típicas e vontade de que...

Kalil sobre Bolsonaro na pandemia:

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Pré-candidato ao governo mineiro, Alexandre Kalil (PSD) classificou como “fracasso absoluto” a gestão do presidente Jair Bolsonaro (PL) frente a COVID-19. A declaração foi dada ao programa “Café com Matte”, cuja íntegra vai ao ar nesta quinta-feira (23/6), no YouTube.

Durante o período à frente da Prefeitura de Belo Horizonte, Kalil já havia tecido duras críticas à postura de Bolsonaro ante, sobretudo, a pandemia.

“Acho que o governo do Bolsonaro foi um fracasso absoluto. Não teve empatia, não teve coração”, disse ao jornalista Marcelo Matte.

Kalil se aliou ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para a disputa eleitoral. Na semana passada, em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, eles fizeram o primeiro ato público juntos. Durante o “Café com Matte”, o ex-prefeito projetou o retorno do petista ao Palácio do Planalto.

“Lula vai mandar no país e, se eleito, como pré-candidato, vou mandar no meu Estado”, assinalou.

Ex-diretor da TV Globo em Minas Gerais, Matte chegou a chefiar a secretaria de Estado de Cultura no início do governo de Romeu Zema (Novo). A conversa entre eles foi gravada ontem (21/6), e Kalil já havia divulgado trechos da entrevista em seus stories no Instagram.

“Acredito que ele (Bolsonaro) não vai colocar a faixa no presidente Lula, mas lá tem porta no fundo – e ele vai sair pela porta do fundo”, afirmou, refutando a hipótese de manobra golpista do presidente.

“Se (Bolsonaro) perder a eleição, vai enfiar a viola no saco. Pode ser voto na urna eletrônica, no papel, na válvula ou no sinal de fumaça. Ele vai perder a eleição e vai sair, tá?”, emendou.

‘Sinal de fumaça’

Os movimentos da pré-campanha de Kalil têm tentado associar Bolsonaro a Zema. No mês passado, em entrevista à sucursal da TV Alterosa na Zona da Mata e no Campo das Vertentes, o ex-prefeito chegou a dizer que governador e presidente da república “se tratam como marido e mulher”.

Em abril do ano passado, em meio à crise imposta pela pandemia, Kalil chegou a afirmar que não havia instâncias de diálogo com o governo federal. “Eu sou prefeito de Belo Horizonte. Se o governador de São Paulo não consegue, se o governador do Rio de Janeiro não consegue… Bolsonaro não me recebe, só se for por sinal de fumaça”, disse.

Dois meses depois, à revista “piauí”, Kalil tachou Bolsonaro de “grande decepção”.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Bolsonaro diz que anunciará Braga Netto como candidato a vice

Jair Bolsonaro (PL) afirmou na noite deste domingo (26/6) que vai anunciar “nos próximos dias” o ex-ministro Walter Braga Netto como vice em sua...

Bolsonaro diz que foi obrigado a dar ‘graça’ a Daniel Silveira

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou, neste domingo (26/6), que foi obrigado a conceder a "graça presidencial" ao deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ). A declaração...

‘Aqui não é comício’, diz Elba Ramalho em meio a gritos de ‘Fora, Bolsonaro’

A cantora Elba Ramalho interrompeu um coro de "Fora, Bolsonaro" do público durante show no Parque de Exposições, em Salvador, neste domingo. Ela...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com