Pedro Guimarães vai a evento com esposa e diz ter vida ‘pautada pela ética’

Após ser acusado de assédio sexual, o presidente da...

Comerciantes reclamam de prejuízos com avanço da Cracolândia em SP

Comerciantes do Centro de São Paulo estão desesperados com...

Carla Zambelli é condenada a indenizar deputadas do PSOL por associá-las à ‘esquerda genocida’

A deputada federal Carla Zambelli foi condenada a indenizar...

Vaca prenha é retirada de fossa de mais 3 metros de profundidade na BA

Uma vaca que estava prenha foi resgatada de...

Kalil no Flow sobre dívida de IPTU: ‘A mãozinha do papai é limpa’

Publicado em:

Compartilhe esse artigo
O pré-candidato ao governo de Minas, Alexandre Kalil (PSD), comentou nesta quarta-feira (1°/6) sobre uma dívida antiga de Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e também um caso na Justiça do Trabalho. Durante sua participação no podcast “Flow”, ele apontou que vai continuar devendo e seus imóveis estão à disposição do município. O ex-prefeito de Belo Horizonte disse que, pelo fato de o espaço em questão ter vários sócios, não tem como quitar o débito sozinho.
“Eu tenho muito imóvel com muito sócio. Aí eu não paguei, p***. Meus sócios não pagaram e eu não paguei. Eu disse que qualquer imóvel que estiver no meu nome, que eu dever IPTU, eu dou para a prefeitura”, disse Kalil.
 
Leia também: Kalil diz que futebol ‘é tolerante’: ‘Não é esse ódio que está no Brasil’ 
Em outras ocasiões, ele explicou que é dono de 12,5% de uma propriedade, que possui vários sócios. Como a PBH não aceita o pagamento de apenas 12,5% da dívida, Kalil disse que ficou inviável acertar a pendência, uma vez que teria que arcar com todo o débito sozinho.
Apesar disso, Kalil também afirmou que mesmo com este débito em aberto na prefeitura, ele não teve caso de corrupção. “Eu mexi com R$ 150 bilhões de orçamento e devo IPTU. Dinheiro não era meu, não roubei. Continuo devendo. E se tiver IPTU que eu devo que for meu imóvel, está aqui colocado em público, eu dou para a prefeitura”, ressaltou.
Além disso, o ex-prefeito de BH também contou que tem problemas na Justiça do Trabalho. “Tem problema na justiça do trabalho? Tenho, tive e tenho empresa, tem problema. Quem não tem? Você não pagou? Não. Tô na justiça com bens e garantia. Devo, foi campanha de 2016 e está na justiça, está tudo certinho”, afirmou.
Ele continuou: “Não tenho caso de escândalo, de corrupção. Mexi com tanto dinheiro e não arrumar nada. teve uma pandemia, não teve um ministério público, uma polícia federal, não teve nada na minha prefeitura e estão achando dívida de novo de 2014? Ah vai tomar banho na soda.”
 
“Vai achar quem roubou, se meteu a mão no dinheiro público. Não vão achar nada. Mexi com mais de R$ 100 bilhões na minha caneta e continuei devendo porque como eu disse, a mãozinha do papai é limpa. Podem procurar, revirar e balançar de cabeça para baixo que não vão achar porra nenhuma”, concluiu.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

CPI em Uberlândia investiga contratos da Secretaria de Saúde

Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) vai investigar contas da Secretaria Municipal de Saúde de Uberlândia, no Triângulo Mineiro. Na manhã desta quarta-feira (29/6) houve...

Carla Zambelli é condenada a indenizar deputadas do PSOL por associá-las à ‘esquerda genocida’

A deputada federal Carla Zambelli foi condenada a indenizar duas colegas da Câmara dos Deputados após declarações nas redes sociais associando as parlamentares ao...

Votação da PEC que amplia auxílio Brasil e cria voucher para caminhoneiros é adiada

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco, decidiu adiar a votação da PEC 1/22 para esta quinta-feira (30). A proposta amplia o Auxílio...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com