Ponte Salvador – Ilha de Itaparica: MP recomenda realização de estudos técnicos

Os promotores de Justiça Cristina Seixas Graça, Ivan...

Brasil avança em 2º do grupo e pega a Colômbia nas quartas do Mundial sub-20 feminino

A seleção brasileira feminina sub-20 terminou na segunda...

SAJ: Estudante é baleado após assalto a mulher em frente a colégio

Um estudante foi baleado na noite desta terça-feira...

Como você deve entender os ataques de Bolsonaro à democracia

Esqueça todos os ataques de Bolsonaro às urnas eletrônicas...

Justiça condena ginecologista a 16 anos de prisão por abusar de nove pacientes durante consultas

Escrito por Redação

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

A 1ª Vara Judicial da Comarca de Canguçu condenou o médico ginecologista Cairo Roberto de Ávila Barbosa a 16 anos e cinco meses de prisão por violação sexual de nove pacientes, em Canguçu, Rio Grande do Sul. Segundo o g1, Cairo cumpre prisão preventiva desde junho de 2021 e a sentença foi proferida na quinta-feira (23) e divulgada nesta sexta-feira (24).

Os crimes teriam acontecido entre 2012 e 2017 tanto no consultório de Barbosa quanto no hospital em que ele trabalhava. A juíza Hélen Fernandes Paiva diz que as vítimas “relataram terem a sensação de que o procedimento adotado era, no mínimo, estranho, contudo, não tiveram a certeza de que se tratava de um abuso sexual, já que tentaram acreditar no procedimento adotado pelo renomado médico”.

“Inviável acatar a tese de que houve consentimento por parte das vítimas, justamente em razão da fraude empregada, que impossibilitava a imediata identificação do abuso sofrido, levando as vítimas a acreditarem, ou esforçarem-se para acreditar, que o que estava acontecendo era normal”, declarou a magistrada. Além  da pena  privativa de liberdade, ele terá que indenizar cada uma das vítimas em R$25 mil.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ponte Salvador – Ilha de Itaparica: MP recomenda realização de estudos técnicos

Os promotores de Justiça Cristina Seixas Graça, Ivan Ito de Oliveira e Eduvirges Tavares, do Ministério Publico estadual, recomendaram que o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos...

OAB-BA cria editora própria e núcleo repercussão prejudicial à advocacia

O Conselho Pleno da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Bahia (OAB-BA), na última sexta-feira (12), aprovou a criação do Núcleo de Identificação de Infrações com Repercussão...

Lelio Bentes é eleito novo presidente do TST para biênio 2022-2024

O Pleno do Tribunal Superior do Trabalho (TST) elegeu nesta segunda-feira (15), por unanimidade, o ministro Lelio Bentes Corrêa, para presidir a Corte no biênio 2022-2024. O novo...