Embratur vai promover Patrimônios Históricos do Brasil no exterior

A Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur),...

Samba de terreiro abre a série Saraus Cariocas, no Rio

Começou hoje (30), no Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro,...

Feira de Santana: Bolsonaro leva Roma em garupa durante motociata

Apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL) deram início...

Atlético e Cruzeiro compartilham marcas esportivas pela 1ª vez

Com o lançamento nesta sexta-feira dos uniformes do Atlético...

Júri vai julgar advogado que atropelou mulher após briga de trânsito

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

O advogado que atropelou uma servidora pública após briga de trânsito, no Lago Sul, será julgado por um júri popular.

Em sentença publicada nesta terça-feira (7/6), o juiz do Tribunal do Júri de Brasília, Frederico Ernesto Cardoso Maciel, decidiu que Paulo Ricardo Moraes Milhomem vai responder pelo crime de tentativa de homicídio qualificado de Tatiana Thelecildes Fernandes Machado Matsunaga, por motivo fútil.

Na manhã de 25 de agosto de 2021, Milhomem atropelou Tatiana na porta da casa dela. O marido e o filho da vítima, de 8 anos, presenciaram toda a cena. O advogado perseguiu a mulher até a residência dela após ambos discutirem no trânsito. Após o atropelamento, Tatiana teve sequelas e continua sob cuidados médicos em casa.

Veja imagens e o vídeo do atropelamento:

atropelamento-advogada-Lago-Sul Motoristas discutem antes do atropelamento Reprodução/Vídeo

atropelamento Mulher sai do carro Reprodução/Vídeo

atropelamento Homem acelera e atropela a vítima Reprodução/Vídeo

atropelamento Testemunha presencia tudo Reprodução/Vídeo

TJDF-atropelamentos-DF Autor foge Reprodução/Vídeo

0

Servidora atropelada após briga de trânsito tem sequelas neurológicas

Mais sobre o assunto Grande Angular Pela 5ª vez, Justiça mantém prisão de advogado que atropelou mulher no Lago Sul Distrito Federal Advogado que atropelou mulher volta a ter situação regular na OAB-DF Segundo a denúncia do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), Milhomem atropelou Tatiana e passou com o carro por cima dela propositalmente.

O advogado alegou, em depoimento à Justiça, que atropelou a mulher sem querer e não tinha intenção de machucá-la. Ele afirmou que “aproveitou o momento em que a vítima chegou um pouco para o lado, tendo a certeza de que ela sairia totalmente da frente quando o veículo passasse”.

Prisão A perícia apontou que Milhomem poderia ter evitado passar por cima de Tatiana após acertá-la com o carro, segundo descreveu o juiz na sentença. “Tendo em vista as conclusões do laudo pericial e a dinâmica dos fatos, verifico que não se revela de maneira clara, segura e indubitável que o acusado teria agido sem vontade de ceifar a vida da vítima, razão pela desclassificação é incabível nesta fase processual”, destacou o magistrado.

Milhomem está preso desde o dia do crime. A defesa dele pediu reiteradas vezes a soltura do advogado, mas em todas as ocasiões a Justiça negou. Na sentença publicada nesta terça-feira, o juiz do Tribunal do Júri de Brasília negou a revogação da prisão preventiva mais uma vez.

Quer ficar ligado em tudo o que rola no quadradinho? Siga o perfil do Metrópoles DF no Instagram.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

O post Júri vai julgar advogado que atropelou mulher após briga de trânsito apareceu primeiro em Metrópoles.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Após mudanças no comando da Caixa, Bolsonaro faz live

O presidente Jair Bolsonaro (PL) realizou na noite desta quinta-feira (30/6) sua tradicional live nas suas redes sociais. Acompanhe: A transmissão ocorreu...

Vídeo: até a indústria do chá no Sri Lanka sofre com crise econômica

O Sri Lanka passa pela pior crise econômica desde a sua independência do Reino Unido, em 1948. A indústria do chá, um dos pilares...

Em 2023, teremos, enfim, um verdadeiro Mundial de Clubes

Gianni Infantino, presidente da Fifa, promete reformular totalmente o Mundial de Clubes a partir de 2023. Por esse novo formato, serão 24 clubes, sendo...