Prefeito de Itaberaba rebate Rui e diz que gestão de hospital não será privatizada

O prefeito de Itaberaba, Ricardo Mascarenhas (PP), rebateu...

Feirenses presas na Tailândia ficaram isoladas em presídio por 2 semanas, diz site

As duas irmãs feirenses presas na Tailândia por...

Defensoria pede nova reinterpretação de norma de colégio militar sobre penteado de alunos

A Defensoria Pública da Bahia (DP-BA) quer que...

‘É o momento de ajudar e dar o meu melhor’, diz Matheus Bahia sobre volta ao time

O lateral-esquerdo Matheus Bahia voltou a ser figura...

Influenciadora digital denuncia pai por estupro durante infância

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Foram anos até que a influenciadora Rosa Cristina tomasse coragem para denunciar os abusos sofridos durante a infância pelo pai. A primeira vez aconteceu quando era criança, aos 8 anos. O relato foi publicado nas redes sociais na última quarta-feira (15/6) e viralizou. Em postagem no Instagram, a influenciadora, residente do Distrito Federal, descreveu a primeira lembrança do suposto crime: enquanto os irmãos mais novos dormiam em um beliche, ao lado, Rosa descansava em seu quarto, dentro de casa, quando o suposto crime aconteceu.

Inicialmente, Rosa teria imaginado ser um ladrão, até que minutos depois, identificou o agressor sendo seu progenitor. “Pai, na hora eu pensei em te gritar, no mínimo você mataria alguém que me tocasse… Só que eu vi essa pessoa levantar e ir até a cama dos meus irmãos, foi aí que eu enxerguei que o ladrão era o meu pai”, recorda. As visitas noturnas tornaram-se frequentes. “Viraram rotina se generalizando para vários agravantes”, cita.

“Até que mudamos de casa, eu já tinha 10 anos. Foi quando levantei durante a madrugada e você estava deitado em um colchão, na sala e me chamou. Eu estava com medo, já que durante a minha infância meus irmãos e eu fomos agredidos brutalmente inúmeras vezes. Eu deitei, você beijou a minha boca e me tocou em todos os lugares possíveis”, recorda.

A jovem conta que o abuso aconteceu várias vezes, inclusive na cama em que o pai dormia com a mãe e com os irmãos deitados ao lado, debaixo do mesmo cobertor. De acordo com a influenciadora, à época, o pai era pastor de uma igreja do DF. “Quando eu fui sair de legging para a aula de educação física, você pediu para colocar uma saia abaixo do joelho porque estava marcando meu corpo e os homens iriam olhar e me desejar”.

Os abusos aconteceram durante anos, até a influenciadora completar 13 anos. Quando Rosa decidiu contar à família o que teria acontecido durante cinco anos, ninguém acreditou, além de uma tia. “Ele se ajoelhou na frente da minha avó e jurou que nunca teria me tocado. Que loucura né? Apanhei e fui obrigada a pedir perdão”. A influenciadora procurou a Polícia Civil para fazer a denúncia e, agora, aguarda para que a justiça seja feita. “Eu fui invadida, humilhada, suja, culpada e silenciada”, cita.

Denúncia

Em 29 de julho de 2021, Rosa foi à delegacia fazer a denúncia. À época, a influenciadora publicou uma sequência de stories dizendo que a mãe foi acreditar na filha apenas aos 18 anos. “Eu não sei se vão acreditar em mim, ou sei vou ser só mais um caso arquivado como outros. Mas o importante é a gente denunciar. Eu sempre me senti culpada, sempre imaginei que ele poderia fazer isso com outras pessoas”, diz.

O Correio chegou a procurar Rosa para entrevista. Mas até a publicação da reportagem, não houve resposta. A reportagem procurou, ainda, a Polícia Civil do DF e o Ministério Público do DF e Territórios para esclarecimento dos fatos e da investigação, mas ainda não houve resposta. Quanto ao pai de Rosa, o Correio não conseguiu contato, mas o espaço segue aberto para manifestação.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Avenida Paulista registra aumento de 32% de casos de furtos de celular

Além de cartão postal de São Paulo, a Avenida Paulista concentra grandes empresas e instituições. Diariamente passam cerca de 1 milhão de pessoas por...

Embratur vai promover Patrimônios Históricos do Brasil no exterior

A Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur), o Ministério do Turismo (MTur) e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan)...

Samba de terreiro abre a série Saraus Cariocas, no Rio

Começou hoje (30), no Arquivo Geral da Cidade do Rio de Janeiro, a série Saraus Cariocas, promovida pela Secretaria de Governo e Integridade Pública da prefeitura. Na última quinta-feira...