Após determinação da Anvisa, Sesab diz que ainda não irá apreender lotes da losartana

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou,...

Aramari: TJ-BA aceita novamente denúncia contra prefeito por manter lixão

A 2ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça...

Maior veículo baiano no Facebook, BN chega a 350 mil seguidores no Instagram

O Bahia Notícias alcançou, nesta semana, a marca...

Bolsonaro escolhe mulher para substituir presidente da Caixa acusado de assédio sexual

O presidente Jair Bolsonaro já decidiu quem vai...

EUA e Coreia do Sul mostram poder aéreo e mandam alerta para os norte-coreanos

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Estados Unidos e Coreia do Sul mandaram um novo alerta para a Coreia do Norte em resposta aos constantes testes de mísseis que o regime de Kim Jong Un vem realizando, e a preparação para um lançamento nuclear, segundo as autoridades norte-americanas. Esta é a terceira demonstração de força realizada desde a posse do novo presidente sul-coreano, Yoon Suk-yeol. Dezesseis aviões combate sul-coreanos, incluindo caças F-35 e quatro caças F-16, integraram um esquadrão de ataque sobre o Mar Amarelo para “responder à ameaça inimiga”, afirmou o comandante do Estado-Maior Conjunto da Coreia do Sul.

Essa nova demonstração foi realizada nesta terça-feira, 7, um dia após os países lançarem oito mísseis em resposta a teste norte-coreano. Os aliados “demonstraram sua forte capacidade e vontade para atacar de maneira rápida e precisa a qualquer provocação da Coreia do Norte”, acrescentou o representante de Seul. No domingo, a Coreia do Norte disparou oito mísseis balísticos de curto alcance a partir de quatro pontos diferentes no intervalo de 30 minutos, em um de seus maiores testes até o momento, segundo analistas.

Arsenal da Coreia do Norte

A subsecretária de Estado americana, Wendy Sherman, afirmou, durante uma visita de três dias a Seul, que uma resposta “rápida e contundente” será apresentada caso Pyongyang decida seguir adiante com o que seria o sétimo teste do tipo do regime comunista. “Qualquer teste nuclear seria uma violação completa das resoluções do Conselho de Segurança da ONU e haveria uma resposta rápida e vigorosa a tal teste”, acrescentou Sherman falando que algo deste tipo fará com que o mundo inteiro responda de maneira forte e clara. Segundo ela, o governo dos Estados Unidos ainda está disposto a dialogar com a Coreia do Norte, pois “não tem nenhuma intenção hostil a respeito de Pyongyang”.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

EUA vai reforçar presença militar em seis países da Europa para fortalecer segurança no Báltico

Os Estados Unidos vão reforçar a presença militar em seis países da Europa – Polônia, Romênia, Espanha, Itália, Reino Unido e Alemanha -, além...

Incêndio em Paris faz uma dezena de feridos, três em estado grave

Um incêndio, ainda em curso, em Paris, França, fez já dezenas de feridos, três deles em estado grave. As chamas deflagraram num edifício no 16.º...

Nobel da Paz Maria Ressa diz que Filipinas mandou fechar site investigativo Rappler

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A dois dias do fim da Presidência de Rodrigo Duterte nas Filipinas, o governo emitiu uma ordem para fechar...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com