Dólar sobe para R$ 5,26 e fecha no maior valor desde fevereiro

A possibilidade de os Estados Unidos entrarem em recessão...

Quem é o zagueiro que renovou com o Galo e foi relacionado na Libertadores

Conforme apurou o Superesportes, o Atlético estendeu o contrato...

Veja os looks do live-action de ‘Barbie’ com Margot Robbie e Ryan Gosling

Margot Robbie encontra-se em gravações para o filme ‘Barbie’...

Zé Cocá busca apoio para avançar com PEC da Redução da Alíquota do INSS

O presidente da União dos Municípios da Bahia...

Elon Musk revela assunto a resolver para concluir compra do Twitter

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Elon Musk voltou a falar sobre os imbróglios para a compra do Twitter nesta terça-feira, 21, em Doha, durante uma videoconferência no Fórum Econômico do Catar. O bilionário disse que ainda falta a solução de algumas questões para a aquisição ser efetuada. O fundador da Tesla anunciou em abril deste ano a intenção de obter a rede social pelo valor de US$ 44 bilhões (cerca de R$ 227,2 bilhões) a partir do cálculo por ação de US$ 54,20. “Possuem problemas não resolvidos”, afirmou o magnata, que preferiu não se estender na questão, mas especificou que existem três temas que ainda não foram resolvidos pela rede social, entre eles o número de contas falsas da plataforma. “A quantidade de contas falsas e spam que o Twitter diz ser de 5%, embora não seja essa a nossa informação”, revelou.

No início do mês, Musk assumiu a possibilidade de não realizar a compra da plataforma, justamente pela dificuldade das negociações. O empresário chegou a revelar que não recebeu da rede social os dados que havia solicitado. O dono da SpaceX almeja que 80% da população estadunidense e metade da população mundial tenha uma conta no Twitter, e entende serem necessárias mudanças na política de uso da plataforma para criar “um espaço onde as pessoas não se sintam desconfortáveis ou intimidadas”.

Na época em que suspendeu as negociações, o bilionário já havia mencionado que uma das prioridades para o Twitter é justamente a remoção de “bots de spam” — milhares de contas programadas para alavancar certos conteúdos na rede social. Na ocasião, após a confirmação da compra, ele afirmou que queria “tornar o Twitter melhor do que nunca, aprimorando o produto com novos recursos, tornando os algoritmos de código aberto para aumentar a confiança, derrotando os bots de spam e autenticando todos os humanos”.

“O Twitter deveria deixar as pessoas dizerem o que quiserem, de acordo com os limites da lei, e limitar o que as pessoas veem, seguindo a preferência dos usuários”, defendeu ele em Doha. Ainda durante o evento, Musk foi perguntado sobre a atuação da rede social na China, garantiu que o Twitter seguirá sem operar no país asiático e que acredita que o território “não interfere na liberdade de expressão nos Estados Unidos”.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Dólar sobe para R$ 5,26 e fecha no maior valor desde fevereiro

A possibilidade de os Estados Unidos entrarem em recessão fez o mercado financeiro ter um dia de nervosismo em todo o planeta. O dólar subiu e...

Servidores do BC manterão greve até segunda-feira

Em greve há quase três meses, os servidores do Banco Central (BC) manterão o movimento até a próxima segunda-feira (4). Em assembleia, a categoria...

Brasil criou 277 mil empregos com carteira no mês de maio, aponta Caged

No mês de maio foram criadas 277.018 vagas de emprego com carteira assinada no Brasil. Segundo os dados do Cadastro Geral de Empregados e...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com