Carla Zambelli é condenada a indenizar deputadas do PSOL por associá-las à ‘esquerda genocida’

A deputada federal Carla Zambelli foi condenada a indenizar...

Vaca prenha é retirada de fossa de mais 3 metros de profundidade na BA

Uma vaca que estava prenha foi resgatada de...

Ariel Cabral, ex-Cruzeiro, fecha com clube do Uruguai

Ariel Cabral foi anunciado como reforço do Racing, equipe...

Homem acusado de agredir e ameaçar a ex é preso pela 2ª vez em seis meses

Um homem acusado de agredir e ameaçar a...

Ciro ironiza Bolsonaro: Ribeiro será ‘poderoso agente da vontade divina’

Publicado em:

Compartilhe esse artigo
Um dos pré-candidatos à presidência da República, Ciro Gomes (PDT) ironizou Jair Bolsonaro (PL) e a prisão do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, nesta quarta-feira (22/6).

O pedetista parafraseou Bolsonaro (PL) quando ele disse que ficaria no governo “até Deus quiser”.

“Bolsonaro diz que fica no governo até quando Deus quiser. Se o pastor Milton Ribeiro cumprir o compromisso cristão de falar a verdade, será um poderoso agente da vontade divina”, brincou.

LEIA TAMBÉM: Prisão de Milton Ribeiro: veja o que falaram os políticos 

Mais cedo, Ciro havia publicado um “meme” a respeito do assunto. No vídeo, Bolsonaro, em forma de montagem, aparece com a cabeça pegando fogo.

“Não foi o Bolsonaro quem disse que colocava a cara no fogo pelo Milton Ribeiro?”, ironizou o pedetista.

LEIA TAMBÉM: Milton Ribeiro: foto em bíblia, homofobia e mais; confira polêmicas 

Preso por corrupção 

Milton Ribeiro foi preso preventivamente nesta quarta-feira (22/6), em Santos, litoral paulista. O mandado da operação “Acesso Pago”, da Polícia Federal, cita crimes de corrupção passiva, prevaricação, advocacia administrativa e tráfico de influência.
 
A operação mira também grupo de pastores. Ao menos um dos pastores, Gilmar Santos, também foi preso.

Segundo a PF, a operação investiga a prática de tráfico de influência e corrupção para a liberação de recursos públicos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), vinculado ao Ministério da Educação (MEC).

Assinado pelo juiz federal Renato Borelli, o ofício determina que Ribeiro seja levado para a Superintendência da Polícia Federal em Brasília.
Milton Ribeiro substituiu Abraham Weintraub no Ministério da Educação no governo de Jair Bolsonaro e permaneceu no cargo de 16 de julho de 2020 a 28 de março de 2022. Em seu lugar entrou Victor Godoy Vieira, atual chefe da pasta.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Carla Zambelli é condenada a indenizar deputadas do PSOL por associá-las à ‘esquerda genocida’

A deputada federal Carla Zambelli foi condenada a indenizar duas colegas da Câmara dos Deputados após declarações nas redes sociais associando as parlamentares ao...

Votação da PEC que amplia auxílio Brasil e cria voucher para caminhoneiros é adiada

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco, decidiu adiar a votação da PEC 1/22 para esta quinta-feira (30). A proposta amplia o Auxílio...

Caixa muda posição e diz que recebeu denúncias de assédio por canal

Depois da saída de Pedro Guimarães da presidência da Caixa nesta quarta-feira (29/6), motivada pelas denúncias de assédio sexual contra servidoras do banco, a...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com