Ex-sem-teto Givaldo Alves vende ‘Pau de Mendigo’ sem aval da Anvisa

Após ficar famoso por ter mantido relações sexuais...

Caculé: Professor morre após ser atropelado por carro em alta velocidade

Um professor de 42 anos morreu na madrugada...

Luiz Flávio de Oliveira apita duelo entre Brusque e Bahia em Santa Catarina

O árbitro da Fifa Luiz Flávio de Oliveira,...

Bruno e Dom: Polícia Federal acha corpos em área indicada por suspeito

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Após confessar estar envolvido no assassinato do indigenista Bruno Araújo Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips, Amarildo da Costa Oliveira, mais comumente conhecido por “Pelado”, indicou para as equipes de busca o local aonde estariam os corpos dos desaparecidos, segundo informou o superintendente da Polícia Federal do Amazonas, Eduardo Alexandre Fontes, em coletiva, nesta quarta-feira (15/6).

O irmão de Amarildo, Oseney da Costa de Oliveira, conhecido como “Dos Santos” também está preso pela polícia.

Durante o depoimento realizado ontem (14/6), Amarildo disse que o assassinato foi realizado por disparo de arma de fogo. No dia posterior ao crime, ele e o irmão resolveram incendiar os corpos, esquartejá-los e enterrá-los para dificultar a busca.

Pelado, que, assim como o irmão, está preso pela polícia, foi levado ao Vale do Javari para auxiliar na localização dos corpos. Após navegar por mais de uma hora e meia pelo rio e andar por quase 30 minutos em mata fechada, foram encontrados, no local apontado pelo preso, remanescentes humanos que serão enviados para perícia em Brasília.

A motivação dos presos ainda não foi confirmada, mas a polícia desconfia que haja relação com a atividade de pesca ilegal. Anteriormente, Bruno já havia sido ameaçado de morte outras vezes, segundo informado pela União dos Povos Indígenas do Vale do Javari.

“Causa da morte, circunstâncias do crime e as investigações seguem”, pontuou o superintendente Fontes que ainda disse que “novas prisões devem ocorrer a qualquer hora do dia”.

O delegado da Polícia Civil do Amazonas, Guilherme Torres afirmou que “um grande passo foi dado na resolução desse caso hediondo” e que “não descartamos a hipótese de que outras pessoas estejam envolvidas” no assassinato do Bruno e do Dom Phillips.

Bens pessoais de Bruno Pereira e Dom Phillips, como mochila, notebook e par de sandálias, foram encontrados pela Polícia Federal, no domingo (12/6), além de uma embarcação.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Empresas reduzem embalagens e qualidade para repassar custos

Cada vez mais empresas estão recorrendo à redução do tamanho das embalagens e à mudança na composição dos produtos para repassar o aumento de...

Familiares se despedem de Dom Phillips em funeral em Niterói

Familiares e amigos se despediram do jornalista Dom Phillips em um funeral realizado na manhã de hoje (26), em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro....

Gilmar Mendes testa positivo para Covid-19 e cancela participação presencial em Fórum Jurídico

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), testou positivo para o coronavírus (Covid-19) neste domingo, 26, em Portugal. Por conta disso, ele...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com