Governo publica exoneração de Pedro Guimarães

A demissão de Pedro Guimarães da presidência da...

Na Praia volta em novo endereço e com programação para toda a família

Após dois anos de hiato, o Na Praia volta...

Dono de boliche acusado de homofobia é perito da Polícia Federal

Um dos donos do estabelecimento Capitão Boliche, denunciado por...

CPI em Uberlândia investiga contratos da Secretaria de Saúde

Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) vai investigar contas...

Borrachinha, do UFC, nega agressão a enfermeira em Contagem

Publicado em:

Compartilhe esse artigo
Depois de ser conduzido a uma delegacia em Contagem, na Grande BH, e prestar depoimento por ter sido acusado de agredir uma enfermeira no local de vacinação montado em um shopping center da cidade, Paulo Borrachinha se posicionou sobre o caso. Em nota postada nas redes sociais, os representantes do lutador mineiro do UFC negou qualquer prática de violência e criticou o ‘sensacionalismo’ da imprensa ao divulgar a informação. 
O comunicado é assinado pela assessoria jurídica do atleta, a Meijon Advocacia. O texto diz que o lutador não teve qualquer tipo de envolvimento em caso de violência contra uma enfermeira, conforme veiculado pela imprensa nessa terça-feira. A equipe do lutador do UFC alegou que ‘as acusações e o fatos narrados não refletem a realidade do ocorrido’.
Por meio do Instagram, ao divulgar a nota, Borrachinha disse que não pôde dar mais detalhes sobre o episódio por orientação de seus representantes. Ele prometeu esclarecer os fatos assm que tiver a permissão legal dos advogados. 
“Olá pessoal. Essa é apenas um nota oficial à imprensa, sem muitos detalhes para não atrapalhar e deixar que o procedimento ocorra sem problemas . Espero que até amanhã já tenha a oportunidade de esclarecer e tirar qualquer dúvida que possa ter gerado esse infortúnio. Agradeço demais a todos vocês”, escreveu o lutador.

O CASO

Segundo relato da enfermeira às autoridades, conforme noticiado por veículos de comunicação, Borrachinha foi a um shopping em Contagem para tomar a dose da vacina contra a COVID-19. No entanto, após o preenchimento do cartão de vacinação, ele recusou a aplicação, de acordo com a ocorrência da Guarda Municipal. O lutador tentou sair do local com o cartão e, ao ser impedido, acertou uma cotovelada na enfermeira, ainda segundo o relato. 
Paulo Borrachinha alegou que se vacinou e que as enfermeiras não o deixaram sair com o cartão. Nesse momento, ele tentou se desvencilhar da enfermeira, que tentou impedi-lo. Na ocorrência, o lutador negou a cotovelada na enfermeira, que reclamou de ter ficado com inchaço nos lábios. 
Borrachinha prestou depoimento em uma delegacia de Contagem. Ele foi liberado em seguida, mas ainda terá que comparecer ao Juizado Especial Criminal de Contagem para audiência entre as partes envolvidas. 
Borrachinha, de 31 anos, disputou o cinturão peso-médio do UFC e acabou nocauteado pelo nigeriano Israel Adesanya, ainda campeão da divisão, em luta que ocorreu em setembro de 2020, em Abu Dhabi, Emirados Árabes. O mineiro voltou ao octógono contra o italiano Marvin Vettori, em outubro de 2021, e perdeu por decisão unânime dos juízes.
Borrachinha enfrentaria o ex-campeão Luke Rockhold no UFC 277, no dia 30 de julho próximo, em Dallas, nos EUA. Entretanto, o duelo foi transferido para o UFC 278, marcado para 20 de agosto, ainda sem data e local divulados. 

Veja a nota divulgada pela equipe de Borrachinha

Nota à imprensa

As recentes matérias veiculadas pela mídia envolvendo o atleta Paulo Costa – Borrachinha, referente ao ocorrido em um shopping na cidade de Contagem-MG geraram questionamentos, assim, cumpre-nos apresentar alguns esclarecimentos:

Sobre as notícias, tendentes ao sensacionalismo, estas são temerárias e inconsistentes, certo que o atleta Paulo Costa – Borrachinha e toda a sua equipe repudiam e rechaçam todo e qualquer tipo de violência.

O atleta profissional de alto desempenho como é o Borrachinha, se dedica em tempo integral aos treinos e segue regras, diretrizes e disciplinas, tendo, portanto, filosofia e conduta humana incompatíveis com as alegações a ele dirigidas.

As acusações e os fatos narrados não refletem a realidade do ocorrido, os quais serão detidamente apurados e as medidas judiciais cabíveis para o seu perfeito esclarecimento serão tomadas.

A equipe técnica e jurídica do atleta Paulo Costa – Borrachinha acrescenta, ainda, que estará à disposição para outros esclarecimentos.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Brasileiros Glover Teixeira e Taila Santos lutam por cinturão no ‘UFC 275’

Pela quinta vez na história, Singapura recebe o UFC, com direito a um evento especial. Neste sábado (11), às 19h, com a presença de...

Borrachinha é conduzido a delegacia por suposta agressão a enfermeira

O lutador do UFC Paulo 'Borrachinha' Costa foi conduzido a uma delegacia em Contagem, nessa segunda-feira (30), por causa de uma suposta cotovelada em...

De volta a Abu Dhabi, mineira Amanda Ribas busca recuperação no UFC 267

Além de Glover Teixeira, natural de Sobrália, que vai disputar o cinturão dos meio-pesados (93kg) contra o polonês Jan Blachowicz, o UFC 267, neste...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com