Gilmar Mendes testa positivo para Covid-19 e cancela participação presencial em Fórum Jurídico

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF),...

‘Aqui não é comício’, diz Elba Ramalho em meio a gritos de ‘Fora, Bolsonaro’

A cantora Elba Ramalho interrompeu um coro de...

Último dia de festa junina em Salvador tem público animado

Forró, brincadeiras, comidas típicas e vontade de que...

PM morre em batida entre moto e carro na BR-030, em Brumado

Um policial militar morreu ao bater a moto...

Bolsonaro lamenta mortes de Dom Phillips e Bruno Pereira: ‘Nossos sentimentos’

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

O presidente Jair Bolsonaro (PL) foi ao Twitter, nesta quinta-feira, 16, se manifestar sobre as mortes do jornalista britânico Dom Phillips e do indigenista Bruno Araújo Pereira, que desapareceram no domingo, 5, na região do Vale do Javari, no Amazonas. “Nossos sentimentos aos familiares e que Deus conforte o coração de todos”, escreveu o chefe do Executivo federal. A publicação foi feita em resposta à nota de pesar emitida pela Fundação Nacional do Índio (Funai) – ou seja, não se trata de uma publicação à parte em seu perfil na rede social. Como a Jovem Pan mostrou, peritos da Polícia Federal (PF) embarcaram para Brasília e irão reforçar a força-tarefa de identificação dos corpos encontrados pelos agentes de segurança na quarta-feira, 15. Embora ainda não haja confirmação oficial, as autoridades acreditam que os corpos são de Phillips e Araújo, uma vez que o local foi apontado por Amarildo de Oliveira, o Pelado, que confessor ter assassinado as vítimas. No depoimento à polícia, o suspeito também disse que Dom e Bruno foram esquartejados e enterrados – a embarcação utilizada por eles foi afundada com sacos de areia.

“O Comitê de crise, coordenado pela Polícia Federal/AM, informa que hoje, 16 de junho, às 10h00 (horário local), a equipe de peritos federais embarcou na aeronave Embraer E175 da Polícia Federal com destino à Brasília/DF para a realização do exame de identificação dos remanescentes humanos encontrados na data de ontem”, diz a íntegra do comunicado divulgado à imprensa. Em coletiva de imprensa na noite desta quarta-feira, 15, o superintendente regional da PF no Amazonas, Eduardo Alexandre Fontes, disse que novas prisões podem acontecer a qualquer momento. A investigação segue em sigilo, mas os investigadores trabalham com a possibilidade de Bruno e Dom terem sido assassinados por terem denunciado a pesca ilegal na região, dominada também por narcotraficantes e garimpeiros. As equipes da PF também miram outros suspeitos – os nomes, porém, estão mantidos sob sigilo.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Klara Castanho: hospital abre sindicância para apurar vazamento de dados

O hospital em que Klara Castanho ficou internada, na Região Metropolitana de São Paulo, informou, por meio de nota, que vai abrir uma sindicância...

Vereador de Porto Alegre morre durante prova de natação em Fortaleza

O vereador Mauro Zacher (PDT), de Porto Alegre, morreu, aos 46 anos, durante uma prova de natação na manhã deste domingo, 26, em Fortaleza....

Polícia prende três suspeitos de participar em assaltos a joalherias em shopping de Campinas

As Polícias Civil e Militar prenderam neste domingo, 26, três suspeitos de participar do assalto a duas joalherias no Shopping Dom Pedro II, em...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com