Seabra: Caminhoneiro é preso ao ser flagrado com sinais de embriaguez ao volante

Um caminhoneiro foi preso na noite deste domingo...

Operação resgata gestante de trabalho escravo doméstico que nunca recebeu salário

Uma mulher foi resgatada de trabalho escravo doméstico,...

‘Não tenho medo de nada’, diz técnico do Paysandu sobre quadrangular da Série C

Classificado na segunda colocação, o Paysandu ficou no...

Assaltantes devolvem celular e dinheiro após descobrir que vítima era esposa de líder do PCC

Criminosos que roubaram celular e dinheiro de uma...

Após fala racista, Piquet será banido do paddock da Fórmula 1

Escrito por Redação

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Após a circulação de um vídeo onde o ex-piloto brasileiro Nelson Piquet chama Lewis Hamilton de ‘neguinho’, a direção da Fórmula 1 decidiu que irá proibir o tricampeão mundial de frequentar o paddock das corridas. O paddock é um espaço frequentado pelos pilotos, convidados e imprensa, e a punição contra Nelson Piquet o proíbe de visitar o local em todas as provas da F1, segundo informações da BBC inglesa.

Com a repercussão negativa do caso, o ex-piloto emitiu um pedido de desculpas à Hamilton e afirmou que nunca teve a intenção de ofender Lewis. “O que eu disse foi mal pensado, e não defendo isso, mas vou esclarecer que o termo usado é aquele que tem sido amplamente e historicamente usado coloquialmente no português brasileiro como sinônimo de ‘cara’ ou ‘pessoa’ e foi nunca teve a intenção de ofender”, escreveu.

O piloto da Mercedes se pronunciou sobre o vídeo, gravado ainda em 2021, na terça-feira (28), através do Twitter. Hamilton pediu foco em “mudar a mentalidade” das pessoas sobre o racismo, clamando em seguida pelo fim de atitudes e comentários desse tipo no automobilismo mundial. Lewis tem sido um ativista pelos direitos humanos, contra o racismo e qualquer tipo de preconceito às minorias. Ele sempre declarou seu ‘amor’ ao Brasil e ao piloto Ayrton Senna.

“Vamos focar em mudar a mentalidade”, escreveu. “É mais do que linguagem. Essas mentalidades arcaicas precisam mudar e não têm lugar no nosso esporte. Eu fui cercado por essas atitudes e fui alvo delas a minha vida toda. Houve muito tempo para aprender. Chegou a hora da ação.” Ele não descartou um processo contra Piquet.

Relembre o caso

Nelson Piquet foi flagrado usando o termo para se referir a Lewis, em vídeo de 2021 que circulava nas redes e ganhou repercussão neste fim de semana. Nas imagens, é possível ouvir o ex-piloto brasileiro chamando o heptacampeão de “neguinho” ao comentar um acidente envolvendo o inglês e Max Verstappen durante o Grande Prêmio de Silverstone de Fórmula 1, na Inglaterra. “O neguinho meteu o carro e não deixou (Verstappen desviar). O neguinho deixou o carro porque não tinha como passar dois carros naquela curva. Ele fez de sacanagem. A sorte dele foi que só o outro se f*deu. Fez uma p*ta sacanagem”, criticou Piquet, em entrevista ao jornalista Ricardo Oliveira na época. 

Mercedes, Fórmula 1 e Federação Internacional do Automóvel (FIA) emitiram comunicados condenando Nelson Piquet e enaltecendo o posicionamento de Lewis Hamilton na luta pela diversidade. “Linguagem discriminatória ou racista é inaceitável de qualquer forma e não deve fazer parte da sociedade. Lewis é um embaixador incrível do nosso esporte e merece respeito”, diz o comunicado da F-1. “Seus esforços incansáveis para aumentar a diversidade e a inclusão são uma lição para muitos e algo com o que estamos comprometidos na F1.”

A Mercedes, atual equipe do sete vezes campeão de F-1, também saiu em defesa de Lewis. “Condenamos nos termos mais fortes qualquer uso de linguagem racista ou discriminatória de qualquer tipo. Lewis liderou os esforços do nosso esporte para combater o racismo e ele é um verdadeiro campeão da diversidade dentro e fora das pistas. Juntos, compartilhamos a visão de um automobilismo diversificado e inclusivo, e este episódio destaca a importância fundamental de continuar lutando por um futuro melhor.”

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Relação de gestores com contas reprovadas pelo TCE-BA tem 543 nomes; saiba mais

Entre os gestores baianos, 543 deles estão na lista divulgada pelo Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE-BA), nesta segunda-feira (15), com contas reprovadas. O período das reprovações...

‘Não tenho medo de nada’, diz técnico do Paysandu sobre quadrangular da Série C

Classificado na segunda colocação, o Paysandu ficou no Grupo C da segunda fase da Série C do Campeonato Brasileiro, ao lado de Vitória, Figueirense e ABC. O primeiro...

Landim diz que Flamengo terá estádio com capacidade para 100 mil pessoas: ‘Maracanã é para jogo pequeno’ 

Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, afirmou que o clube terá um novo estádio com capacidade para, no mínimo, 100 mil pessoas. A declaração do mandatário foi concedida para um...