Câmara: bancada do PSB quer benefícios permanentes na PEC dos Auxílios

A bancada do PSB na Câmara dos Deputados apresentou,...

De volta ao Mapa da Fome, Brasil tem 60 milhões com insegurança alimentar

Desafio para muitas nações, o acesso à alimentação e...

Joaquim Barbosa: ‘Forças Armadas devem permanecer quietinhas’

O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa,...

COVID-19: casos estão em desaceleração em BH, diz secretária

Após constantes avanços e aumento acelerado no número de...

Aneel aprova reajuste de até 64% nas taxas extras da conta de luz

Publicado em:

Compartilhe esse artigo
fup20210802124

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira, 21, um reajuste nas bandeiras tarifárias – que afeta a conta de luz em momentos de escassez hídrica – para o período de 2022-2023. Os aumentos irão entrar em vigor à partir do próximo semestre, em 1º de julho, e os números serão reavaliados apenas no próximo ano. A bandeira verde foi a única que continuará sem cobrança adicional. Já a bandeira amarela sofreu um aumento de 59,5% e passará a ter uma cobrança de R$ 1,874 para R$ 2,989 a cada 100 kWh consumidos. Na bandeira vermelha patamar 1, houve um salto de 63,7% nas cobranças e os valores passarão de R$ 3,971 para R$ 6,500 a cada 100 kWh utilizado. O menor dos aumentos ocorreu na bandeira vermelha 2, que passará a cobrar R$ 9,795 ante os R$ 9,492 para cada 100 kWh consumidos, um aumento de 3,2%.

Os valores aprovados pelo órgão foram maiores do que os apresentados em consulta pública. Na ocasião, foram propostos aumentos de 56% na bandeira amarela e de 57% na vermelha 1, com redução de 2% para a vermelha 2. A Aneel alegou que as alterações foram realizadas em decorrência de acréscimos nos valores de cálculo. Desde o dia 16 de abril, o país vive sob cobrança da bandeira verde quando fora antecipado o fim da bandeira de escassez hídrica e o Brasil passou a não contar com cobranças extras na utilização da energia elétrica. De acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), a recuperação dos níveis dos reservatórios das usinas hidrelétricas ao longo do ano de 2022 possibilitou ao país retornar para a bandeira verde e nela permanecer até dezembro.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Planos de saúde registram aumento de clientes, mesmo com reajuste de preços

Mesmo diante de uma alta expressiva nos custos dos planos de saúde em junho, dados divulgados pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) registram...

Brasil deve ter a maior temporada de cruzeiros dos últimos 10 anos

A temporada de cruzeiros 2022/2023 deverá ser a maior dos últimos dez anos, segundo estimativa da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Clia Brasil, sigla...

Fome atingiu 828 milhões de pessoas em 2021, mostra relatório da ONU

O total de pessoas afetadas pela fome em todo o mundo aumentou em 150 milhões desde o início da pandemia do novo coronavírus, alcançando...