Tribunal Superior Eleitoral divulga patrimônio de sete presidenciáveis

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) disponibilizou, neste domingo...

João Guilherme fala de relacionamento de amizade com Léo Picon

João Guilherme e Jade Picon foram namorados por anos,...

Disputa pelo Planalto traz debate sobre desigualdade de gênero na política

Pela primeira vez, o Brasil terá, desde a redemocratização,...

Nove bairros ficam sem água em Belo Horizonte neste domingo (07/08)

Nove bairros da região Oeste tiveram o fornecimento de...

Américas têm 1,3 milhão de casos de covid na semana, alta de 14% ante a anterior

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Diretora da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), Carissa Etienne informou nesta quarta-feira, 29, que houve mais de 1,3 milhão de casos de covid-19 nas Américas na semana mais recente. Isso representa um avanço de 13,9% ante a semana anterior, disse ela, durante entrevista coletiva da entidade.

Houve ainda 4.158 mortes pela doença na semana mais recente, disse ela, que destacou o fato de que a alta dos casos ocorrem em todas as regiões das Américas, inclusive na América do Sul, nos Estados Unidos e no México.

No início da coletiva, Etienne chamou a atenção para o fato de que uma parte dos pacientes, após contrair covid-19, segue com sintomas por três meses ou mais. Segundo ela, centenas de milhares de pessoas podem desenvolver essa chamada “covid longa”, no quadro atual de grande disseminação da doença pelo mundo.

A diretora da Opas disse que essa é uma questão importante para as Américas. Além disso, comentou que é difícil estimar quantas pessoas são afetadas, já que a condição não tem sido oficialmente reportada. Etienne disse que os pacientes devem receber apoio profissional e a Opas destaca que é preciso reconhecer o problema, trabalhar pela reabilitação dos pacientes e pesquisar o tema.

A melhor maneira de garantir que se evite a covid longa é não pegar a doença, ressaltou Etienne. Segundo ela, o sintoma mais comum dessa condição é um cansaço “longo e persistente”, mas também há pessoas com problemas como falta de fôlego, perda de olfato e do paladar, além de outros problemas respiratórios, cognitivos e sensoriais.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

China expande exercícios em áreas a norte de Taiwan, e ilha critica desinformação

GUARULHOS, SP (FOLHAPRESS) - Os exercícios militares promovidos pela China no entorno de Taiwan em resposta à visita da deputada americana Nancy Pelosi à ilha entraram no quarto dia...

Israel e palestinos negociam cessar-fogo; número de mortos sobe para 31

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Israelenses e palestinos concordaram com uma trégua em Gaza a partir da noite desde domingo (horário local, 14h de Brasília), mediada pelo Egito, disseram...

Ataques de Israel na Faixa de Gaza deixam quase 30 pessoas mortas

O Ministério da Saúde da Faixa de Gaza informou neste domingo, 7, que a Operação Amanhecer – deflagrada pelas Forças Armadas israelenses contra possíveis ataques da Jihad Islâmica –...