Governo publica exoneração de Pedro Guimarães

A demissão de Pedro Guimarães da presidência da...

Na Praia volta em novo endereço e com programação para toda a família

Após dois anos de hiato, o Na Praia volta...

Dono de boliche acusado de homofobia é perito da Polícia Federal

Um dos donos do estabelecimento Capitão Boliche, denunciado por...

CPI em Uberlândia investiga contratos da Secretaria de Saúde

Uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) vai investigar contas...

Aluna denuncia ter sido filmada em banheiro de universidade

Publicado em:

Compartilhe esse artigo
Uma estudante de serviço social da Universidade de Brasília (UnB) relatou ter sido filmada e fotografada enquanto usava um dos banheiros do Instituto de Ciências e Comunicação (ICC) da Universidade de Brasília (UnB), na noite desta terça-feira (7/6). O relato foi publicado na página do Instagram do Centro Acadêmico de Serviço Social (Caseso). 
De acordo com o relato, ela estava assistindo a uma aula quando foi usar o banheiro da parte superior do ICC Sul. Quando já estava dentro do box, ela percebeu que um homem estava com um celular filmando ela por cima da cabine do reservado. Ela tentou correr atrás do assediador, mas ele já tinha corrido. Segundo ela, ele estava vestido todo de preto e de máscara. 
“Fiquei pasma e quando vi o celular sobre o box fiquei sem reação. Gritei: Ei, o que é isso!? Ao sair do box, eu não tinha nem fechado o zíper da minha calça direito e o pervertido já estava longe”, relata. 
A estudante ainda diz que não foi bem atendida pelos seguranças da universidade e os dados dela só foram registrados depois que um professor a acompanhou. “Eu estava em prantos! Que situação horrorosa e humilhante! Que lugar é esse onde não se pode nem usar o banheiro com segurança?”, afirma. Após o ocorrido, a estudante ainda conta que não conseguiu mais assistir aula e teve que ir embora. 

Em nota, a UnB informou que está apurando o ocorrido e que as imagens das câmeras de segurança da universidade serão entregues para investigação da Polícia Civil ainda nesta quarta. “A UnB repudia qualquer tipo de violência e reitera seu compromisso com a defesa dos direitos humanos. A Diretoria de Atenção à Saúde da Comunidade Universitária (DASU) já está em contato com a estudante para realizar o acolhimento necessário”, diz a nota. 

A instituição ainda disse  que vem aprimorando a segurança nos campi, com medidas “como a instalação de mais de 550 câmeras de monitoramento, troca de lâmpadas e o estabelecimento de protocolos para lidar com situações de assédio. Também procura trabalhar a conscientização da comunidade acadêmica, com debates e cursos sobre o combate e a prevenção à violência contra a mulher e a outros grupos vulneráveis.” 

Volta às aulas 

A UnB retomou as aulas nesta segunda-feira (6/6). Após dois anos de aulas remotas, a universidade voltou a ter aulas presenciais pela primeira vez após a pandemia. Não está sendo obrigatório o uso de máscara de proteção na instituição ou a apresentação do comprovante de vacinação contra a covid-19, mas a UnB ainda incentiva as medidas. O retorno em meio ao aumento de casos da covid-19, foi definido no final de março, pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepe). 

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Flávio Bolsonaro classifica denúncias contra Pedro Guimarães como ‘gravíssimas’

A Caixa Econômica Federal mudou de liderança nesta quarta-feira, 29. Após denúncias de assédio sexual, Pedro Guimarães renunciou ao cargo de presidente e Daniella...

Caixa admite que recebeu denúncias de assédio contra Pedro Guimarães

A Caixa Econômica Federal confirmou, nesta quarta-feira, 29, que recebeu relatos de assédio sexual na instituição. Em nota, o banco afirmou que investiga o...

Mãe de Henry volta para a cadeia após passar 3 meses em prisão domiciliar

Monique Medeiros, mãe de Henry Borel, foi transferida na manhã desta quarta-feira (29/6) para o Presídio de Benfica, na Zona Norte do Rio de...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com