Jonas Esticado é acusado de diversas traições pela ex-mulher; cantor se manifesta

O cantor Jonas Esticado rebateu as acusações da ex-mulher,...

São Paulo espera vender Emiliano Rigoni para fechar com Yeferson Soteldo 

O mercado da bola no São Paulo está muito...

Índice Geral de Preços sobe 0,62% em junho, indica pesquisa da FGV

O Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI)...

Hospital municipal da Bela Vista funciona de maneira irregular em São Paulo

Um hospital público funciona de maneira irregular na capital...

Alta comissária da ONU diz que ataques antes das eleições no Brasil são ‘preocupantes’

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

A alta comissária de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ACNUDH), Michelle Bachelet, diz que ataques antes das eleições de outubro contra parlamentares e candidatos são “preocupantes”, principalmente mulheres, LGBT+ e afrodescendentes.

Bachelet também afirma estar alarmada por causa das ameaças contra defensores dos direitos humanos e indígenas no Brasil.

A declaração foi feita durante a abertura do Conselho dos Direitos Humanos nesta segunda-feira, 13, em Genebra, na Suíça.

Bachelet também anunciou que não irá concorrer à reeleição de seu posto nos Direitos Humanos da ONU, sendo a de hoje a última sessão em que participará do Conselho.

Essa é a segunda vez em uma semana que o Brasil é citado pelo Alto Comissariado das Nações Unidas para Direitos Humanos.

Na sexta-feira, 10, a porta-voz da ACNUDH, Ravina Shamdasani, disse que a resposta inicial das autoridades brasileiras para buscar Dom Phillips e Bruno Pereira foi “lenta”, tendo ocorrido após decisão judicial que obrigou o governo federal a empregar meios necessários para procurar a dupla.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Encontrado morto quinto empresário russo ligado à Gazprom

O quinto empresário russo ligado à Gazprom, empresa de energia da Rússia, foi encontrado morto, na tarde de segunda-feira, na piscina da sua casa,...

Quem vai ser o próximo premiê britânico? Confira os sete favoritos para substituir Johnson

Após a renúncia de Boris Johnson, realizada nesta quinta-feira, 7, em decorrência dos escândalos que acompanham o seu governo, o Reino Unido vai precisa...

Líder da oposição considera “boa notícia” eventual demissão de Boris

Em comunicado, Starmer considerou que o Reino Unido "não necessita de mudar de 'tory' (membro do Partido Conservador, cujo líder chefia o executivo)", mas sim...