BH celebra Dia do Rio da Velhas com projeções em prédios do Centro

No dia 29 de junho é celebrado o...

G7 lança programa para investir US$ 600 bilhões em países em desenvolvimento

Os países do G7 lançaram um grande programa de...

‘Objetivo da prisão de Milton Ribeiro é constranger o governo e igualá-lo ao de Lula’, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que o caso...

Empresas reduzem embalagens e qualidade para repassar custos

Cada vez mais empresas estão recorrendo à redução do...

Aliados de Neto apontam que adesão do UB a candidaturas petistas

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Aliados de Neto apontam que adesão do UB a candidaturas petistas 'ainda' não impacta na BA

Foto: Reprodução / Camaraleg

A movimentação nacional do União Brasil em poder apoiar candidaturas petistas e aliadas ao PT não deve impactar no cenário baiano. Pelo menos não agora. Aliados do ex-prefeito de Salvador e pré-candidato ao governo da Bahia, ACM Neto (União), indicaram que, no primeiro momento, a decisão não incidirá no estado. 

Apesar disso, o cenário pode sofrer os impactos da decisão nacional. Um dos aliados não descartou a possibilidade do indicativo alterar o panorama momentâneo. A candidatura rival, encabeçada por Jerônimo Rodrigues (PT), sustenta o apoio exclusivo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como grande trunfo no pleito de outubro. 

O pré-candidato do União Brasil à presidência da República, deputado federal Luciano Bivar (PE), estuda a possibilidade de apoiar Fernando Haddad (PT) na disputa pelo governo do estado de São Paulo, segundo a jornalista Daniela Lima, da CNN Brasil. 

O petista telefonou para Bivar no fim de semana e o apoio pode ser oficializado nesta quarta-feira (15). Bivar já apontou que o fato do PT ser um partido de esquerda não impede o acordo. 

“O que nós queremos é defender a democracia. Como não temos mais qualquer compromisso em São Paulo, pode ser um caminho”, indicou o presidente nacional da legenda sobre um possível acordo com a pré-candidatura de Fernando Haddad.

Na segunda, o União Brasil fechou aliança com Alexandre Kalil (PSD), prefeito de Belo Horizonte que disputa o governo mineiro, tentando impedir a reeleição de Romeu Zema (Novo) (reveja aqui). 

POSSIBILIDADE JÁ VENTILADA

Já foi ventilada a possibilidade de diálogo para ACM Neto (União), pré-candidato ao governo da Bahia, em conversar com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), já no primeiro turno das eleições (veja mais). 

Apesar da disposição do PT para dialogar com “todas as pessoas e todas as siglas”, e até mesmo com antigo DEM, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que em relação ao ex-prefeito de Salvador e agora secretário-geral do União Brasil, ACM Neto, a situação é diferente (relembre aqui). 

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Partido de Bolsonaro crê que Aras vai matar no peito caso dos pastores

O PL, partido de Jair Bolsonaro, não está preocupado com as consequências criminais do caso dos pastores do MEC para o presidente. E há...

Vice-governadora de SC diz que Bolsonaro não mandou ela ir ‘para trás’

A vice-governadora de Santa Catarina, Daniela Reinehr (PL), disse que não recebeu ordem do presidente Jair Bolsonaro para se afastar dele durante evento realizado...

‘Objetivo da prisão de Milton Ribeiro é constranger o governo e igualá-lo ao de Lula’, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que o caso do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro, acusado de denúncias de corrupção enquanto esteve à frente...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com