Tom Holland anuncia afastamento das redes sociais para cuidar da saúde mental

Tom Holland anunciou que irá ficar um tempo...

Baile Favellê reúne 25 artistas em apresentação exclusiva em Salvador 

Vinte e cinco artistas que integram o selo Favellê...

Filhote de baleia jubarte é encontrado morto na Praia de Ipitanga

Equipe do Projeto Baleia Jubarte esteve no...

Bia Haddad perde a final do WTA de Toronto para Simona Halep

A final do WTA 1000 de Toronto não...

Aliado de Neto e com filiados ligados a Bolsonaro, PSC quer focar em saída do PT

Escrito por Redação

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

O foco do PSC deve ser a saída do PT do governo da Bahia. Apesar de ser aliado do ex-prefeito de Salvador ACM Neto (União) no estado e confirmar a adesão à candidatura dele, o presidente estadual da legenda, Heber Santana, garante não existir conflito entre os filiados por conta do alinhamento com o presidente Jair Bolsonaro (PL). 

 

“O PSC foi o partido pioneiro no posicionamento à direita, desde 2014, de forma muito clara. Isso naturalmente atrai pessoas com essa linha de pensamento. Algumas dessas pessoas, a vinculação é tão forte que se veem no entendimento de seguir o alinhamento de Bolsonaro, com João Roma. A gente vai conversando e ajustando, da melhor maneira. Vamos sair com chapa completa, envolve muita gente, 100 cabeças. A posição do partido é a candidatura de Neto”, explicou Heber. 

 

Santana apontou que não existe insatisfação de filiados e pré-candidatos por conta do apoio a Neto. “Entendo que, mesmo quem está, de alguma maneira vendo a candidatura de Roma como melhor, o caminho é oxigenar o governo da Bahia. É a retirada dos 16 anos de governo do PT. É renovar. Mas quem tem condição de ganhar é Neto. No primeiro momento, algumas pessoas ficaram resistentes, da candidatura alinhada a Bolsonaro, mas o entendimento é que todos juntos estamos no mesmo caminho”, disse. 

 

Ligado ao presidente Jair Bolsonaro (PL) e filiado ao PSC, o ex-vereador de Salvador Cézar Leite indicou que “o partido é democrático”. “Antes de entrar eu conversei com Heber para ter a liberdade de poder apoiar João Roma. Dentro o PSC eu tenho essa liberdade. Dentro do partido, todos apoiam Bolsonaro e aqui, o partido está com Neto, mas eu e outros candidatos apoiamos Roma”, indicou.

 

“Tanto que eu levo Heber [Santana] para alguns apoios [eventos] para que ele conheça meus apoiadores e João [Roma] está no local. O clima é amistoso”, completou Leite. 

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Os rivais sabem o perigo de deixar o Flamengo chegar

O Flamengo assume a vice-liderança e, embora ainda esteja muito longe do Palmeiras (9 pontos de diferença), todos sabem o perigo que representa esse gigante chegar no pelotão de...

Tom Holland anuncia afastamento das redes sociais para cuidar da saúde mental

Tom Holland anunciou que irá ficar um tempo afastado das redes sociais. O ator compartilhou no sábado, 13, que precisa cuidar da saúde mental. "Não consigo dizer o que...

Homem tem carro roubado e é torturado por mais de 48 horas em Goiás

Goiânia – Um homem de 42 anos teve o carro que dirigia roubado e foi torturado por mais de 48 horas por cinco bandidos dentro de um barraco, em...