Vitória anuncia parceria com Grupo SBS para leitura facial de sócios

O Vitória anunciou na manhã desta quarta-feira (6)...

CCJ do Senado adia votação de PEC para manter mandato de parlamentar ‘embaixador’

A Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania...

Bolsonaro obriga postos a informarem queda no preço dos combustíveis

O presidente Jair Bolsonaro (PL) assinou decreto estabelecendo a...

TCU investiga ”abuso de poder político e econômico” da PEC dos auxílios

Brasília – O Tribunal de Contas da União (TCU)...

Ucrânia recupera região de Kharkiv e avança até fronteira com a Rússia

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

As tropas ucranianas anunciaram que retomaram o controle de uma parte da região de Kharkiv, segunda maior cidade da Ucrânia e que faz fronteira com a Rússia. Em um comunicado, o Ministério da Defesa afirmou que obtiveram ganhos em contra-ataques no nordeste do país e “expulsaram os russos e seguiram para a fronteira”. Essa conquista sinaliza uma nova mudança de impulso em favor dos ucranianos quase três meses depois do início de um conflito.

O Ministério da Defesa da Ucrânia também declarou que o 227º Batalhão da 127ª Brigada das Forças de Defesa Territoriais da Ucrânia chegou à fronteira com a Rússia. “Juntos para a vitória!”, disse. Em vídeo publicado, o órgão mostra soldados armados diante de um posto de fronteira pintado de azul e amarelo. “Estamos orgulhosos dos nossos soldados que restauraram o símbolo da fronteira. Agradecemos a todos que, arriscando suas vidas, estão libertando a Ucrânia dos invasores russos”, escreveu no Telegram o governador da região de Kharkiv, Oleg Sinegubov. O assessor do Ministério do Interior, Vadym Denisenko, declarou em entrevista televisiva que os contra-ataques ucranianos na região “não podem mais ser interrompido… Graças a isso, podemos ir para a retaguarda do grupo de forças russas”, disse. Diante das novas escaladas da guerra, o secretário-geral da Otan, Jens Stoltenberg, disse no domingo que a Ucrânia pode vencer a guerra, um resultado que poucos analistas militares previram quando a Rússia invadiu a Ucrânia.

No domingo, o conselheiro da presidência ucraniana Oleksiy Arestovich anunciou que as ofensivas de Moscou em Donbass estagnou, no entanto, o governador da região de Luhansk, Serhiy Gaidai, disse que a situação “continua difícil”, com as forças russas tentando capturar a cidade de Sieverodonetsk. Segundo ele, o território em Luhansk controlado por separatistas apoiados pela Rússia, declararam uma mobilização geral, acrescentando que era “ou lutar ou levar um tiro, não há outra escolha”.

últimos acontecimentos da guerra

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Violência armada nos EUA mata uma pessoa a cada 26 minutos

(FOLHAPRESS) - Um homem sacou uma arma nesta quarta-feira (6) após uma briga em Raleigh, no estado americano da Carolina do Norte, e os...

Onde cigarro eletrônico é liberado e onde venda é proibida?

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu nesta quarta-feira, 6, manter a proibição de venda de cigarros eletrônicos no Brasil e ampliar a...

Pílula contra ressaca começa a ser vendida na Europa; entenda

Começou a ser vendida nesta semana na Europa uma pílula que promete aliviar os efeitos da ressaca. Dois comprimidos do suplemento Myrkl devem ser...