Reforço do Cruzeiro, Luís Felipe revela ansiedade por estreia

O zagueiro Luis Felipe foi anunciado nesta quarta-feira (6)...

Violência armada nos EUA mata uma pessoa a cada 26 minutos

(FOLHAPRESS) - Um homem sacou uma arma nesta quarta-feira...

Vitória confirma a contratação do novo diretor Edgar Montemor

O Vitória confirmou a contratação do novo diretor...

Pacheco lê pedido de criação da CPI do MEC no Senado

O presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD-MG),...

Três suspeitos de homicídio são presos por ameaçar esposa de vítima

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

 A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) realizou, na manhã desta sexta-feira (27), uma operação em conjunto com a Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG) em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte. Essa operação, que recebeu o nome de Famulus e tinha como objetivo cumprir cinco mandados de prisão preventiva contra suspeitos de ameaças e agressões a uma mulher, de 43 anos; três suspeitos foram presos.
 
O caso já estava sendo investigado desde o dia 5 deste mês. A vítima era esposa de um homem, de 32 anos, que foi assassinado a tiros no dia 29 de abril deste ano, na Vila Ferraz, local onde ocorreu a operação policial de hoje. Os suspeitos também são alvo de investigações que apuram o homicídio.
 
Segundo a delegada Adriana das Neves Rosa, da Delegacia Especializada de Investigação de Homicídios em Santa Luzia, seis homens foram até a casa da vítima; dois deles chegaram a entrar na residência, enquanto os outros quatro ficaram do lado de fora para evitar que a mulher saísse do local.
 
“Eles agrediram a vítima e a ameaçaram para que ela não colaborasse com as investigações (do homicídio). Na sequência, saíram da casa e disseram que iriam retornar mais tarde para ter um outro ‘julgamento’, a fim de decidir se iriam matá-la ou não. Nesse meio-tempo, a Polícia Civil chegou à residência, conseguiu resgatar a vítima e tirá-la em segurança do local”, relata a delegada.
 
No dia do ocorrido, os policiais civis conseguiram prender em flagrante um dos suspeitos, de 44 anos. Outros três, de 19, 21 e 22 anos, foram presos durante a Operação Famulus nesta sexta-feira (27). Os demais suspeitos, de 30 e 38 anos, seguem foragidos e são procurados pela polícia.
 
Já sobre o crime de homicídio, as investigações continuam e de acordo com a delegada responsável pelo caso, os levantamentos preliminares indicam que a motivação do crime seria um furto de drogas por parte da vítima.
 
“Ele já havia trabalhado para esse grupo, que comanda o tráfico na Vila Ferraz, mas não estava mais atuando com eles, justamente porque tinha esse histórico de fazer uso dos entorpecentes que ele deveria vender ou tomar conta. Mesmo assim, estaria furtando drogas nos locais onde ele sabia que estavam escondidas para uso próprio. Por essa razão, ele teria sido executado”, conclui.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Incêndios florestais crescem 52,7% e ligam alerta em MG

Só em maio deste ano, o Corpo de Bombeiros já contabilizou 1.497 ocorrências de incêndios em áreas florestais de Minas Gerais, número 52,7% maior...

TJMG confirma liberdade de detidos em operação de pirâmide financeira

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) informou nesta quarta-feira (6/7) que todos os detidos durante a operação Mercadores do Templo – que...

Agência ‘Travels EcoTur’ não entrega viagens e bloqueia clientes na web

A Agência Travels EcoTur, que realiza viagens saindo de Belo Horizonte, mas não possui espaço físico, vem recebendo reclamações após passeios que estavam marcados...