Assessoria de Neymar diz que craque não foi procurado pela diretoria do PSG para discutir saída

O jornal “El País”, da Espanha, publicou na última...

Bolsonaro escolhe Daniella Marques, braço direito de Guedes, para a presidência da Caixa

O presidente Jair Bolsonaro (PL) deve trocar, ainda nesta...

Denúncia de assédio sexual contra presidente da Caixa provoca manifestações de repúdio

Entidades e políticos já começaram a expressar repúdio ao...

Comissão da Câmara deve votar PEC dos Biocombustíveis na próxima semana

Comissão Especial da Câmara dos Deputados decidiu que deve...

Safra de laranja volta a crescer em SP e MG após dois anos ruins

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

(FOLHAPRESS) – A safra de laranja 2022/23 voltará a crescer depois de dois anos com baixas produções no cinturão citrícola formado pelo interior de São Paulo e o Triângulo Mineiro. É o que aponta o Fundecitrus (Fundo de Defesa da Citricultura), que anunciou sua previsão anual nesta quinta-feira (26) em Araraquara (a 273 km de São Paulo).

A previsão do Fundecitrus para a próxima safra é de 316,95 milhões de caixas (de 40,8 kg cada), 20,53% mais que a safra anterior, que alcançou 262,97 milhões de caixas da fruta.

O intenso calor, a falta de chuva e a ocorrência de geadas resultaram em laranjas menores e queda da fruta nos pomares nas duas últimas safras, depois de uma superprodução com 386,8 milhões de caixas na temporada 2019/20.

A avaliação do Fundecitrus é que os pomares conseguiram se recuperar das adversidades climáticas enfrentadas nos dois últimos anos e a safra terá frutos maiores. Consequentemente, os pomares terão melhor rendimento de caixas por hectare.

“Era de se esperar uma safra até maior, até pela bianualidade da cultura, mas como viemos de uma situação em que as laranjeiras sofreram muito com a seca e a geada, as reservas das plantas estavam aquém da normalidade”, afirmou Juliano Ayres, gerente-geral do Fundecitrus.

O peso médio das laranjas deve ser de 158 gramas, 10,49% acima do registrado na safra passada –inferior, porém, à média dos últimos sete anos.

Já a produtividade média está estimada em 920 caixas por hectare, ante as 760 caixas da safra 2021/22, com 1,86 caixa por árvore, superando a marca de 1,58 caixa por laranjeira da safra anterior.

A estimativa do Fundecitrus é que existam 169,97 milhões de árvores em produção, 3,41 milhões a mais que o registrado no ano passado, apesar de a área ter reduzido em 0,50%. Isso significa que está ocorrendo um maior adensamento de plantas nos pomares.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Ministro André Mendonça critica excesso de impostos no Brasil

Durante o Fórum Jurídico de Lisboa, em Portugal, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) André Mendonça criticou a alta carga tributária brasileira, que...

Recessão global é inevitável? O que pensam 4 economistas

Cada vez mais economistas veem como iminente a chegada de uma recessão global. A profusão de estímulos econômicos durante a pandemia, os gargalos nas...

Brasil crescerá entre 3% e 4% nos próximos anos, diz ministro

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse hoje (28) que, em meio a um cenário global marcado por desaceleração e recessão, o Brasil vai...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com