Na abertura da 14ª rodada do Brasileirão, Internacional vence o Coritiba por 3 a 0

O duelo entre Internacional e Coritiba, no Beira-Rio, nesta...

STF conclui votação e torna ex-deputado federal Roberto Jefferson réu

O Supremo Tribunal Federal (STF) tornou o ex-deputado federal...

Cansada de receber multas, mulher rouba moto depois de vender e é presa

Uma mulher foi presa em Goiânia, nesta quinta-feira...

Brasil tem 17 casos confirmados para a varíola dos macacos

O Brasil registra, no momento, um total de 17...

Professores fazem

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Professores fazem 'lavagem' na porta da secretaria de educação durante 8º dia de greve

Foto: Reprodução / Instagram

Os professores de Salvador entraram, nesta quinta-feira (26), no oitavo dia de greve da categoria com uma “lavagem” na porta da Secretaria Municipal de Educação (SMED), na Avenida Garibaldi.

“Estamos aqui desde 9h. É a lavagem do bota fora do secretário, do Executivo municipal, que mente na imprensa dizendo que a gente ganha de R$ 8 mil a R$ 18 mil”, acusou a professora Elza Melo, diretora de Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB) em Salvador, se referindo às declarações recentes do prefeito Bruno Reis (UB) e do secretário de Educação Marcelo Oliveira (veja aqui e aqui).

Um dos principais pontos de pauta da mobilização é o reajuste salarial dos educadores. Dentre outras reivindicações estão o avanço de níveis no plano de carreira, a correção no auxílio alimentação, uma alteração na jornada de trabalho e a convocação de novos concursados. “Exigimos educação de qualidade, reajuste salarial e condições melhores de trabalho”, explicou a dirigente ao Bahia Notícias. 

Neste oitavo dia de greve, uma houve uma mudança nas negociações. A classe, que inicialmente pedia um aumento de 33,24%, agora pede uma majoração de 23% em seus vencimentos.

Ao contrário do que diz o prefeito e o secretário da SMED, Melo comentou que o valor pago pelo município está abaixo do piso nacional: “Estamos muito abaixo do piso. O salário inicial dos professores do municíopio é R$ 2.400 e o piso é de R$ 3.800. Portanto, nossa reivindicação é justa”. 

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Bahia de Feira terá reforços para visitar o URT em Minas Gerais

O Bahia de Feira terá dois reforços para o compromisso diante do URT, em Minas Gerais, pela 11ª rodada da Série D. O...

MPF pede bloqueio de R$ 113 milhões dos envolvidos na tragédia da Chapecoense

Quase seis anos após o trágico acidente aéreo da Chapecoense, muitas famílias ainda lutam para receber indenizações. O caso ganhou um novo capítulo em...

Vitória só venceu um adversário nordestino nesta Série C

Oito dos 20 clubes que disputam a Série C do Brasileiro são do Nordeste. Mais tradicional entre eles, o Vitória vem deixando a...
Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com