Aporte da CBF à Série D ajuda a ‘manter prática do futebol viva’, diz presidente da FTF

O aporte designado pela Confederação Brasileira de Futebol...

Texto da PEC que amplia benefícios vai ser mantida pelo relator na Câmara

O deputado Danilo Forte (União-CE), relator da PEC...

Lucas Selfie faz piada após treta entre Dynho e Christian Figueiredo

Lucas Selfie foi o co-host da entrevista de Christian...

Godoy sobre caso MEC: “Só Milton Ribeiro pode dizer o que aconteceu”

Em audiência pública na Câmara dos Deputados, o ministro...

PDT da Bahia não considera hipótese de Ciro Gomes não ser candidato à presidência

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

PDT da Bahia não considera hipótese de Ciro Gomes não ser candidato à presidência

Foto: Reprodução / Twitter

As principais lideranças do PDT na Bahia não trabalham com a hipótese do ex-ministro Ciro Gomes (PDT) não ser o candidato do partido à presidência da República, mesmo com a pressão de setores da esquerda brasileira para que a pré-candidatura seja retirada em favor de um apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Procurado pelo Bahia Notícias nesta quinta-feira (26) para comentar a situação, o deputado federal Félix Mendonça Jr. (PDT), presidente do partido na Bahia, garantiu que a possibilidade não é sequer cogitada e que Ciro Gomes deve mesmo concorrer à presidência da República em outubro.

Félix ainda contou ao BN que Ciro vem à Bahia no final de junho e terá sua agenda no estado organizada pela vice-prefeita de Salvador, Ana Paula Matos (PDT).

O deputado estadual Leo Prates (PDT) também afirmou que Ciro será mesmo o candidato do partido a presidente do Brasil. Líder da legenda em Salvador, o parlamentar ainda apontou que a pré-candidatura trabalhista é a única a ter apresentado um projeto.

“Apenas a nossa pré-candidatura apresentou o Projeto Nacional de Desenvolvimento. Ciro tem um livro sobre isso. Não há possibilidade nenhuma dele não ser candidato. É o nosso nome para o Brasil”, defendeu Prates.

Na última segunda-feira (23), a presidente nacional do PT, Gleisi Hoffmann, sinalizou que ainda não tinha desistido de contar com os trabalhistas ao lado de Lula na campanha. Ao lado de lideranças de partidos de esquerda e de centro-esquerda, como PCdoB, PSB, PV, PSOL, Rede e Solidariedade, a petista comentou que só faltava o PDT para compor a aliança.

‘Andaram dizendo que o PT estava pressionando o PDT. Não é verdade. Isso não é correto fazer. A gente respeita muito a legitimidade dos partidos apresentarem candidatura. Mas, obviamente, a gente gostaria de ter o PDT com a gente. Não sei se a candidatura do Ciro vai continuar ou não, mas essa é uma decisão que cabe ao PDT chegar”, comentou Gleisi (veja aqui).

Com base nas pesquisas eleitorais, a avaliação dos petistas é que a retirada da candidatura de Ciro Gomes e uma aliança do PDT com Lula tem grandes chances de garantir uma vitória no primeiro turno para a centro-esquerda.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Godoy sobre caso MEC: “Só Milton Ribeiro pode dizer o que aconteceu”

Em audiência pública na Câmara dos Deputados, o ministro da Educação, Victor Godoy, se esquivou das acusações de esquemas de corrupção no Ministério da...

Suspeito de ataque com drone em evento Lula-Kalil é preso pela segunda vez

O agropecuarista Rodrigo Luiz Parreira, acusado de ser um dos autores do ataque com drone durante evento do pré-candidato à Presidência Luiz Inácio Lula...

PEC das Bondades: Relator recua, mantém estado de emergência e Câmara votará texto do Senado

O relator da PEC das Bondades na Câmara, deputado Danilo Forte (União Brasil-CE), voltou atrás nesta terça-feira, 5, e não vai mais propor alterações...