Aporte da CBF à Série D ajuda a ‘manter prática do futebol viva’, diz presidente da FTF

O aporte designado pela Confederação Brasileira de Futebol...

Texto da PEC que amplia benefícios vai ser mantida pelo relator na Câmara

O deputado Danilo Forte (União-CE), relator da PEC...

Lucas Selfie faz piada após treta entre Dynho e Christian Figueiredo

Lucas Selfie foi o co-host da entrevista de Christian...

Godoy sobre caso MEC: “Só Milton Ribeiro pode dizer o que aconteceu”

Em audiência pública na Câmara dos Deputados, o ministro...

Nadal volta a treinar após lesão e confirma presença em Roland Garros

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Após dar um susto nos fãs em sua eliminação no Masters 1000 de Roma, Rafael Nadal confirmou nesta segunda-feira que voltou aos treinamentos e que vai competir em Roland Garros, a partir da semana que vem. O tenista espanhol enfrenta há anos uma lesão crônica no pé esquerdo.

“Hoje, em Manacor, na Rafa Nadal Academy. Nos vemos na quarta-feira, em Paris, em Roland Garros”, disse o atual número cinco do mundo, em suas redes sociais, embaixo de uma foto em que mostra seu treino. O Grand Slam começará no dia 22, próxima segunda-feira, na capital francesa.

Nadal era dúvida no segundo grande torneio da temporada porque foi eliminado em Roma, na semana passada, em meio a fortes dores. Ele perdeu de virada para o canadense Denis Shapovalov enquanto se arrastava em quadra no terceiro e último set. Ao fim do jogo, admitiu que a lesão no pé esquerdo vem atrapalhando até mesmo seus treinos.

O atleta espanhol sofre da síndrome de Müller-Weiss, uma doença degenerativa que causa deformidade nos ossos do pé e afeta sua mobilidade em quadra. O problema já havia abreviado sua temporada 2021, quando não esteve em Wimbledon, US Open e na Olimpíada de Tóquio. Por conta da lesão, Nadal avisou que precisa de bons intervalos entre os torneios, para não sobrecarregar o problema físico.

Em Roma, ele fez um desabafo sobre as dores que vinha sentindo, o que fez imprensa e fãs cogitarem uma possível ausência em Roland Garros. Na ocasião, Nadal mencionou até que não sabia quanto tempo mais aguentaria o problema físico, sugerindo uma aposentadoria próxima, sem apontar datas ou prazos.

No saibro de Paris, o ex-número 1 do mundo tentará levantar mais um troféu dos mosqueteiros. Ele já soma 13, recorde absoluto em qualquer Grand Slam. Ele detém o recorde também de títulos deste nível, com 21 conquistas, uma a mais que o suíço Roger Federer e o sérvio Novak Djokovic.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Aporte da CBF à Série D ajuda a ‘manter prática do futebol viva’, diz presidente da FTF

O aporte designado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) aos clubes da Série D (veja aqui) serve para "manter a prática do futebol...

Corinthians, Atlético-PR, Galo e Inter decidem futuro na Libertadores e Sul-Americana

Nesta terça-feira, 5, serão decididos os quatro primeiros classificados para as quartas das competições intercontinentais sul-americanas. Corinthians, Atlético-MG e Athlético Paranaense decidem as vagas...

Da quadra para o campo: Novo contratado do Vitória, Honório começou no futsal

Os primeiros aprendizados dele com a bola não foram no gramado, mas sim na quadra. Novo contratado do Vitória, Gabriel Honório começou no...