CCJ do Senado adia votação de PEC para manter mandato de parlamentar ‘embaixador’

A Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania...

Bolsonaro obriga postos a informarem queda no preço dos combustíveis

O presidente Jair Bolsonaro (PL) assinou decreto estabelecendo a...

TCU investiga ”abuso de poder político e econômico” da PEC dos auxílios

Brasília – O Tribunal de Contas da União (TCU)...

Preso estudante que tirou foto íntima de colega e compartilhou no WhatsApp

Um estudante, de 18 anos, de uma escola estadual...

Mulher processa Record e Rodrigo Faro após ser confundida com travesti

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Rodrigo Faro e a Record TV foram acionados na Justiça por uma mulher que participou de alguns programas da emissora em 2019. A moça, que teve a sua identidade preservada, alega que o apresentador perguntou se ela era uma travesti e ter sido agredida por alguns seguranças do canal. A informação foi dada pelo Portal Splash, do UOL.

Segundo a requerente, a partir deste episódio, foi alvo de diversas chacotas, o que a levou a ser barrada e expulsa da emissora, já que muitas pessoas passaram a questionar o seu gênero. Algumas pessoas ainda teriam levantado seu vestido para comprovar se a moça realmente era mulher.

A vítima afirmou que “se sentiu atordoada com o episódio e foi ao chão, de modo a se sentir agredida pelos seguranças. Após desmaiar, a mulher acordou no hospital com diversas lesões corporais”. O seu celular também teria sido quebrado após ser jogado na rua.

Uma pessoa da Record foi a responsável por levá-la ao hospital. Após a internação, a moça foi orientada a voltar aos estúdios da Record “para que não houvesse nenhum tipo de escândalo para a emissora”. Entretanto, ao chegar no local, foi humilhada e alvo de chacotas por dúvidas sobre o seu gênero.

Durante a sua consulta, um médico ainda teria encorajado a ex-participante da emissora a denunciar o ocorrido, já que tinha ciência de outros casos parecidos como esse e que tinham acontecido na empresa do bispo Edir Macedo. Ela alega que entrou em depressão, tentou suicídio, sofreu com mutilações e fez uso de medicamento contínuo.

O laudo médico, além do boletim de ocorrência, foram anexados ao processo. A mulher pede R$ 100 mil de danos morais. O Metrópoles  procurou as assessorias de imprensa da RecordTV e do apresentador Rodrigo Faro, mas, até a publicação desta reportagem, não obteve resposta.

Quer ficar por dentro do mundo dos famosos e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesfamosos 

O post Mulher processa Record e Rodrigo Faro após ser confundida com travesti apareceu primeiro em Metrópoles.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

João Gordo recorda briga e revela que pegou faca para agredir Chorão

João Gordo participou do podcast Podpah e recordou de uma briga que teve com o cantor Chorão, ainda nos tempos de MTV. Após ter...

Casagrande se despede da Globo após 25 anos: “Bom para os dois lados”

Walter Casagrande não é mais comentarista esportivo da Rede Globo. O ex-jogador do Corinthians publicou um vídeo em suas redes sociais para comunicar o...

Faustão na Band deixará de ser diário em 2023, diz site

Mesmo que esteja carregando uma boa audiência após uma estreia muito esperada na Band, tudo indica que a emissora pretende fazer ajustes no programa...