Cada vez mais procurados, implantes hormonais podem causar efeitos colaterais

A busca por tratamentos estéticos e outros procedimentos...

Seabra: Caminhoneiro é preso ao ser flagrado com sinais de embriaguez ao volante

Um caminhoneiro foi preso na noite deste domingo...

Operação resgata gestante de trabalho escravo doméstico que nunca recebeu salário

Uma mulher foi resgatada de trabalho escravo doméstico,...

‘Não tenho medo de nada’, diz técnico do Paysandu sobre quadrangular da Série C

Classificado na segunda colocação, o Paysandu ficou no...

Mulher processa Record e Rodrigo Faro após ser confundida com travesti

Escrito por Redação

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Rodrigo Faro e a Record TV foram acionados na Justiça por uma mulher que participou de alguns programas da emissora em 2019. A moça, que teve a sua identidade preservada, alega que o apresentador perguntou se ela era uma travesti e ter sido agredida por alguns seguranças do canal. A informação foi dada pelo Portal Splash, do UOL.

Segundo a requerente, a partir deste episódio, foi alvo de diversas chacotas, o que a levou a ser barrada e expulsa da emissora, já que muitas pessoas passaram a questionar o seu gênero. Algumas pessoas ainda teriam levantado seu vestido para comprovar se a moça realmente era mulher.

A vítima afirmou que “se sentiu atordoada com o episódio e foi ao chão, de modo a se sentir agredida pelos seguranças. Após desmaiar, a mulher acordou no hospital com diversas lesões corporais”. O seu celular também teria sido quebrado após ser jogado na rua.

Uma pessoa da Record foi a responsável por levá-la ao hospital. Após a internação, a moça foi orientada a voltar aos estúdios da Record “para que não houvesse nenhum tipo de escândalo para a emissora”. Entretanto, ao chegar no local, foi humilhada e alvo de chacotas por dúvidas sobre o seu gênero.

Durante a sua consulta, um médico ainda teria encorajado a ex-participante da emissora a denunciar o ocorrido, já que tinha ciência de outros casos parecidos como esse e que tinham acontecido na empresa do bispo Edir Macedo. Ela alega que entrou em depressão, tentou suicídio, sofreu com mutilações e fez uso de medicamento contínuo.

O laudo médico, além do boletim de ocorrência, foram anexados ao processo. A mulher pede R$ 100 mil de danos morais. O Metrópoles  procurou as assessorias de imprensa da RecordTV e do apresentador Rodrigo Faro, mas, até a publicação desta reportagem, não obteve resposta.

Quer ficar por dentro do mundo dos famosos e receber as notícias direto no seu Telegram? Entre no canal do Metrópoles: https://t.me/metropolesfamosos 

O post Mulher processa Record e Rodrigo Faro após ser confundida com travesti apareceu primeiro em Metrópoles.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Com lucro de US$ 48,4 bilhões, petrolífera saudita bate recorde

A gigante petrolífera saudita Saudi Aramco bateu recorde com lucro de US$ 48,4 bilhões no segundo trimestre de 2022, um aumento de 90% em relação ao ano anterior. O...

Globo corta 10 funcionários da cobertura da Copa do Mundo: entenda

A Globo cortou 10 funcionários da cobertura da Copa do Mundo no Catar. Agora, a emissora vai enviar 70 profissionais para o país, em vez dos 80 que estavam...

SBT ignora o Flamengo e vai transmitir Athletico x Palmeiras

O SBT mudou a estratégia para as semifinais da Libertadores e, ao invés dos jogos do Flamengo, decidiu transmitir os duelos entre Athletico e Palmeiras. Assim, nesta terça-feira (30/8),...