Bolsonaro obriga postos a informarem queda no preço dos combustíveis

O presidente Jair Bolsonaro (PL) assinou decreto estabelecendo a...

TCU investiga ”abuso de poder político e econômico” da PEC dos auxílios

Brasília – O Tribunal de Contas da União (TCU)...

Preso estudante que tirou foto íntima de colega e compartilhou no WhatsApp

Um estudante, de 18 anos, de uma escola estadual...

Boris Johnson é pressionado a deixar liderança do Partido Conservador do Reino Unido

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, é pressionado a renunciar...

MP pede arquivamento do caso de suposto estupro do zagueiro Robson Bambu

Publicado em:

Compartilhe esse artigo
agenciacorinthians foto 189230

O Ministério Público de São Paulo pediu nesta segunda-feira, 16, o arquivamento da investigação que apura o suposto estupro cometido pelo jogador Robson Bambu, do Corinthians. O zagueiro está integrado ao elenco do time paulista na Argentina, onde enfrentará o Boca Juniors, na terça-feira, 17, pela fase de grupos da Copa Libertadores. De acordo com o promotor Marcio Takeshi Nakada, “não há indícios suficientes nem justa causa para a deflagração de ação penal contra os investigados Wellington e Robson”. Wellington Ferreira Barros, o Pezinho Jr, é amigo de Bambu e também estava envolvido no caso. “Diante do exposto, por falta de justa causa, promovo o arquivamento dos presentes autos de inquérito policial, sem prejuízo do art. 18, do Código de Processo Penal”, diz Nakada ao fim do arquivo de 45 páginas. Para o arquivamento ser efetivado, um juiz precisa concordar com a decisão do promotor. A investigação se referia a uma denúncia ocorrida no início de fevereiro. A suposta vítima alegava ter sofrido abuso sexual por parte do jogador do Corinthians. Mas as acusações não foram corroboradas pela Polícia Civil, após investigação, depoimentos de testemunhas, imagens de vídeos e exames toxicológicos.

No começo deste mês, a delegada Katia Domingues Salvatori não indiciou Robson Bambu no relatório do inquérito. O Ministério Público seguiu o mesmo caminho. “As provas cuidadosamente produzidas nos autos apontavam para uma falsa denúncia. Robson é inocente, uma pessoa correta, pai presente de uma linda bebê, e sempre tratou as mulheres com todo o devido respeito”, disse Fernanda Tortima, advogada do jogador. “Lamenta-se a forma como o caso foi tratado por parte da Imprensa, que chegou a pedir seu afastamento, causando, assim, inegáveis prejuízos à sua carreira e imagem. E tudo isso antes da conclusão do inquérito, conduzido pelas autoridades com todo o rigor. Que fique a reflexão.”

*Com informações do Estadão Conteúdo

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Walter Casagrande deixa a Rede Globo após 25 anos: ‘Alívio para os dois lados’

Walter Casagrande Júnior anunciou nesta quarta-feira, 6, que está deixando o Grupo Globo após quase 25 anos. Em vídeo publicado no Instagram, o comentarista...

Vitória confirma a contratação do novo diretor Edgar Montemor

O Vitória confirmou a contratação do novo diretor de futebol Edgar Montemor. O anúncio foi feito pelo presidente Fábio Mota nesta quarta-feira (6)...

Libertadores: Turco Mohamed vê Atlético-MG favorito em provável confronto diante do Palmeiras

Antônio Turco Mohamed, treinador do Atlético-MG, deu uma declaração polêmica após a classificação para as quartas de final da Copa Libertadores da América, diante...