Senado autoriza projeto que garante IPVA zero para motos de até 170 cilindradas

O plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (6)...

Horóscopo de 7/7: veja previsões para esta quinta-feira

Data estelar: Lua quarto crescente em Libra. O olhar...

Santoro estrela série Sem Limites, épico histórico da Prime Video

No final dos anos 90, Rodrigo Santoro era...

Delegação de atletas estudantes é recebida no Palácio do Planalto

Atletas estudantes que representaram o Brasil na 19ª edição...

Ministério inclui covid-19 em lista de notificação compulsória

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Portaria publicada pelo Ministério da Saúde no Diário Oficial da União de hoje (16) inclui a covid-19 na Lista Nacional de Notificação Compulsória de doenças, agravos e eventos de saúde pública.ebc.png62826770ca799ebc.gif6282677106f28

A notificação compulsória é uma medida obrigatória tanto para médicos como para outros profissionais de saúde ou responsáveis pelos serviços públicos e privados de saúde, que prestam assistência ao paciente.

A comunicação pode ser feita à autoridade de saúde competente por qualquer pessoa, em casos de suspeita ou confirmação de doença ou agravo (dano) em paciente. No caso de profissionais da saúde, ela é obrigatória.

“Esta portaria dispõe sobre a inclusão do Sars-CoV-2 no item da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) associada a coronavírus e, também, sobre a inclusão da covid-19, da Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica (SIM-P) associada à covid-19 e da Síndrome Inflamatória Multissistêmica em Adultos (SIM-A) associada à covid-19 na Lista Nacional de Notificação Compulsória de doenças, agravos e eventos de saúde pública, nos serviços de saúde públicos e privados em todo o território nacional”, detalha a Portaria nº 1.102.

Para tanto, a portaria publicada atualiza o anexo com as 52 doenças ou agravos a serem notificados, bem como o prazo, que, dependendo, pode ser imediato (até 24 horas) ou semanal. Informa também a qual autoridade o caso deve ser informado – Ministério da Saúde ou secretarias estadual ou municipal de saúde.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Covid: capital paulista quer 4ª dose para maiores de 35 anos

A Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo (SMS) enviou um ofício ao Ministério da Saúde solicitando que a população acima de 35 anos...

Covid-19: vacinação com a quarta dose no Rio não chega a 40%

A vacinação contra a covid-19 na cidade do Rio de Janeiro segue a passos lentos. Mesmo com o aumento no número de casos da...

Anvisa mantém proibição da venda de cigarros eletrônicos

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) decidiu hoje (6) manter a proibição de importação, propaganda e venda de cigarros eletrônicos no Brasil. A...