Salvador amplia 4ª dose de vacina contra Covid-19 para população com 18 anos ou mais

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) anunciou a...

Relação de gestores com contas reprovadas pelo TCE-BA tem 543 nomes; veja lista

Entre os gestores baianos, 543 deles estão na...

Na 5ª colocação, técnico do Londrina se mantém confiante no acesso: ‘Vamos jogo a jogo’

Atualmente na quinta colocação da Série B, com...

Jequié: PM apreende cerca de 130 quilos de maconha em bagageiro de ônibus turístico

128 tabletes de maconha foram apreendidos na noite...

Linha 8 de trens metropolitanos de São Paulo volta a apresentar falha

Escrito por Redação

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

A Linha 8 – Diamante do sistema metropolitano de trens de São Paulo voltou a apresentar falha em equipamentos hoje (15). Segundo a ViaMobilidade, concessionária que administra a linha que liga o centro da capital paulista a região oeste da Grande São Paulo, os trens estão operando em uma única via entre Itapevi e Sagrado Coração desde o início da manhã. ebc.png62814e1c76b45ebc.gif62814e1ca34f2

Histórico

Na última sexta-feira (13), a Secretaria Estadual de Transportes Metropolitanos de São Paulo (STM) multou a ViaMobilidade em R$ 3,6 milhões por não cumprir o desempenho estipulado em contrato. A concessionária também é responsável pela Linha 9 – Esmeralda. A secretaria já havia aplicado outra multa a empresa, de R$ 4,3 milhões, pelo mesmo motivo. A defesa da concessionária nessas sanção ainda está sendo analisada no processo administrativo.

De acordo com a STM, foram registradas 28 falhas nas linhas administradas pela concessionária somente neste ano. “Agora, reincidentes episódios de falhas, denominados incidentes notáveis, passaram por análise administrativa na STM e geraram as novas multas à ViaMobilidade. Alguns exemplos de falhas são a abertura de portas do lado contrário à plataforma, desrespeito à sinalização de via e questões contratuais relacionadas à operação”, diz a nota da secretaria.

Em março, um dos trens da Linha 8 colidiu com uma barreira de proteção no limite da parada da estação Júlio Prestes. Ninguém ficou ferido na ocasião.

A concessão para a ViaMobilidade foi iniciada de forma compartilhada com a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) em 27 de dezembro de 2021 e integralmente com a concessionária a partir de 27 de janeiro de 2022. A concessão é de 30 anos, prevê investimentos de R$ 3,8 bilhões, entre os quais, a compra de 36 trens novos.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Prazo para caminhoneiros fazerem autodeclaração para receber benefício começa nesta segunda-feira

O prazo para que transportadores autônomos de carga (TAC) realizem a Autodeclaração do Termo de Registro para receber o Benefício Caminhoneiro-TAC começou nesta segunda-feira, 15. Aqueles que fizerem até...

Marcola e PCC: visitas ao chefe da facção revelam plano de fuga e conselhos ao filho

O líder da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), Marco Willians Herbas Camacho, popularmente conhecido como Marcola, passou a ser alvo de investigações da Polícia Federal após o...

STF retoma análise sobre mudanças na Lei de Improbidade na quarta-feira e julgamento mobiliza MP

Em meio à campanha política, o Supremo Tribunal Federal (STF) deve retomar nesta quarta-feira, 17, o julgamento sobre a constitucionalidade de algumas alterações promovidas pela Nova Lei de Improbidade...