América 1 x 0 Santos: assista ao gol de Pedrinho e aos melhores momentos

O América venceu o Santos neste domingo (14),...

Mancini exalta sequência do América e cita busca por vaga na Libertadores

Com a vitória por 1 a 0 sobre o...

Eliana revela que pai sofreu AVC: “Quase te perdemos”

Eliana surpreendeu os seguidores das redes sociais ao revelar...

Relação de gestores com contas reprovadas pelo TCE-BA tem 543 nomes; saiba mais

Entre os gestores baianos, 543 deles estão na lista...

Já condenado no DF, golpista do iPhone volta a atacar, agora em SP

Escrito por Redação

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Condenado por estelionato em Brasília, Rodrigo Mascarenhas Porto Dias (foto em destaque) voltou à ativa, dessa vez em São Paulo. O estelionatário ficou conhecido no DF como golpista do iPhone, depois de faturar R$ 70 mil e ser alvo de uma operação da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), em 2020.

Justiça mantém golpista do iPhone preso por dois meses após calote em 50 pessoas

Nesta semana, Rodrigo tentou enganar um paulista, de 37 anos, com o mesmo modus operandi que o deixou conhecido no DF: ele procura as vítimas supostamente com o objetivo de comprar um iPhone, mas faz depósitos em envelopes vazios. O golpista envia o comprovante ao vendedor, mas o dinheiro nunca cai na conta.

O paulista que quase caiu no golpe – e pediu para não ser identificado – decidiu vender o celular para comprar um de cor diferente. Diante da oportunidade, o estelionatário fingiu ser um comprador. “Ele apareceu querendo comprar, o perfil com foto de um empresa, tudo certinho. Ele marcou no [Shopping] Iguatemi. Falei ‘nossa perfeito, lá é mais seguro’”, disse o vendedor.

Por fim, o golpista pediu para os dois se encontrarem em uma cafeteria de uma barbearia localizada na zona sul de São Paulo, área nobre da capital, nessa quinta-feira (19/5). “Ele conhecia todo mundo lá, tudo para me deixar confortável”, narrou o paulista.

Áudio. Golpista do iPhone depositava envelope vazio para vítimas

Depois que o homem de 37 anos registrou o face id do golpista no celular que ia ser vendido, Rodrigo não conseguiu fazer o pagamento. Segundo o vendedor, depois de alguns minutos ele falou que precisava sair para uma reunião e pediu para levar o celular com a promessa de apresentar o comprovante de pagamento depois.

Enquanto esperavam o dinheiro cair na conta, o paulista percebeu que algo estava errado quando o golpista ficou nervoso com a passagem de uma viatura da polícia na rua ao lado. “Pedi para ver o comprovante de pagamento e falei ‘isso não tá certo’. Joguei o nome dele no Google e vi a matéria de vocês, do Metrópoles“, afirma a quase vítima.

Depois disso, o paulista falou que eles só finalizariam a transação quando o pagamento fosse feito e foi embora. Ele não procurou a polícia para denunciar o golpista.

Segundo o Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), Rodrigo responde a 50 processos de primeira instância e 12 de segunda instância nas áreas cível e criminal em Brasília. Em uma dessas ações, o réu confessou a autoria do golpe, com o objetivo de diminuir a pena.

Quer ficar ligado em tudo o que rola no quadradinho? Siga o perfil do Metrópoles DF no Instagram.

Receba notícias do Metrópoles no seu Telegram e fique por dentro de tudo! Basta acessar o canal: https://t.me/metropolesurgente.

O post Já condenado no DF, golpista do iPhone volta a atacar, agora em SP apareceu primeiro em Metrópoles.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Tiririca define candidatura à Câmara e escolhe novo número nas urnas

O humorista e deputado federal Tiririca (PL-SP) definiu que irá se candidatar à reeleição para um possível quarto mandato na Câmara dos Deputado e escolheu um novo número para...

Bolsonaro inicia campanha pela reeleição no local onde levou facada em 2018

O presidente da república, Jair Bolsonaro (PL), escolheu o local exato onde levou uma facada em 2018 para fazer o seu primeiro discurso na corrida pela reeleição. Nesta...

Assaltantes devolvem celular e dinheiro após descobrir que vítima era esposa de líder do PCC

Criminosos que roubaram celular e dinheiro de uma mulher na marginal Tietê, em São Paulo, devolveram os pertences após descobrirem que a vítima era Cynthia Giglioli Herbas Camacho,...