CCJ do Senado adia votação de PEC para manter mandato de parlamentar ‘embaixador’

A Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania...

Bolsonaro obriga postos a informarem queda no preço dos combustíveis

O presidente Jair Bolsonaro (PL) assinou decreto estabelecendo a...

TCU investiga ”abuso de poder político e econômico” da PEC dos auxílios

Brasília – O Tribunal de Contas da União (TCU)...

Preso estudante que tirou foto íntima de colega e compartilhou no WhatsApp

Um estudante, de 18 anos, de uma escola estadual...

Hacker invade painel de publicidade de aeroporto do Rio e exibe vídeos pornô

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) acionou a Polícia Federal na manhã desta sexta-feira, 27, após vídeos pornográficos serem exibidos em um totem de publicidade do Aeroporto Santos Dumont, no centro do Rio de Janeiro. O painel fica localizado na área de embarque do aeroporto.

Em vez de material publicitário, o totem exibiu imagens de um famoso portal de conteúdo sexual. Passageiros que circularam pelo local se dividiram entre risos e reações de perplexidade. A suspeita é de que o painel tenha sido hackeado.

Em nota, a Infraero esclareceu que o totem é administrado por uma empresa terceirizada e que “o conteúdo exibido nos monitores de mídia é de responsabilidade das empresas exploradoras de publicidade, que utilizam redes lógicas e sistemas próprios de divulgação, não tendo qualquer relação com o sistema de informação de voos da Infraero”.

CONFIRA A NOTA DA INFRAERO NA ÍNTEGRA

“Ao tomar conhecimento da publicação indevida em um dos monitores publicitários do Aeroporto de Santos Dumont, a Infraero tomou as medidas legais cabíveis, com registro de boletim de ocorrência e comunicação à Polícia Federal, bem como a notificação da empresa terceirizada responsável pela sua gestão para tomar providências quanto à segurança das informações veiculadas em totens de mídia nesta sexta-feira (27/5).

Ressaltamos que o conteúdo exibido nos monitores de mídia é de responsabilidade das empresas exploradoras de publicidade, que utilizam redes lógicas e sistemas próprios de divulgação, não tendo qualquer relação com o sistema de informação de voos da Infraero.

Nesse sentido, reforçando seu compromisso com a segurança de seus passageiros, informamos que os monitores relacionados ao caso permanecerão desligados em nossa rede de aeroportos até que esteja garantida pela empresa exploradora de mídia sua confiabilidade.”

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Delegação de atletas estudantes é recebida no Palácio do Planalto

Atletas estudantes que representaram o Brasil na 19ª edição da Gynminasíade foram recebidos pelo presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto, nesta quarta-feira (6)....

‘Fome avança para as cidades e para as classes médias’, afirma ONU

A América Latina perdeu 20 anos no combate à fome, que atingiu mais de 56 milhões de pessoas em 2021, afirmou nesta quarta-feira, 6,...

Ministro do Meio Ambiente fala sobre combate ao desmatamento

O combate ao desmatamento foi um dos temas da entrevista do ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, ao programa A Voz do Brasil desta...