Cancelamentos e atrasos de voos afetam aeroportos internacionais

Vários aeroportos internacionais, entre eles os de Madri, Londres,...

SAJ: Casos ativos de Covid explodem após festejos juninos e aumentam mais de 1,6 mil%

Os números de Covid-19 em Santo Antônio de...

Com número insuficiente de clubes, Copa Estado não será realizada em 2022

A Copa Estado não será realizada na temporada...

Bolsonaro sobe 1 ponto, e Lula desce 1, aponta Quaest

Jair Bolsonaro oscilou um ponto percentual para cima, chegando...

Fruta do quintal de casa pode ser o segredo para substituir conservante; saiba qual é

Publicado em:

Compartilhe esse artigo

Cientistas da Universidade de São Paulo (USP) investigam o uso de fenólicos da acerola na substuição de conservantes artificiais. O foco da pesquisa é desenvolver um processo que possa ser adotado facilmente em escala industrial.

 

Com a descoberta, os antioxidantes da acerola verde seriam inseridos no processo fabril de cosméticos e alimentos como maioneses, margarinas e cremes hidratantes. Atualmente, no Brasil, as receitas destes produtos podem incluir o TBHQ (terc-butil-hidroquinona), banido por agências regulatórias de outros países.

 

“Há várias pesquisas que comprovam a presença de compostos antioxidantes em diversas fontes. Mas como fazer para que as substâncias de interesse e com grande potencial de uso possam ser produzidas em escala industrial de forma técnica e economicamente factível? Muitos estudos na área de bioquímica são feitos em bancadas ou com amostras muito pequenas, sem condições de serem levados para a indústria. Nossa meta é trabalhar com processos para a obtenção de produtos, em geral ingredientes, com intenção de aplicação prática”, resume Thais Maria Ferreira de Souza Vieira, professora do Departamento de Agroindústria, Nutrição e Alimentos da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq-USP).

 

As pesquisas da instituição buscam ainda, além do aproveitamento máximo dos compostos, a redução do gasto de energia e o custo dos insumos.

 

“Colegas de grupo já estavam trabalhando com a acerola e, em estudos anteriores, compararam frutos verdes e maduros, demonstrando que a acerola verde tem mais compostos antioxidantes que a madura. O que acontece é que, na mesma árvore, há frutos maduros e verdes, que são colhidos juntos. Os frutos verdes acabam deixando a polpa não tão atrativa do ponto de vista visual. Assim, entendemos que usar esses frutos verdes para produzir um antioxidante natural é uma boa estratégia”, conta Bianca Ferraz Teixeira, primeira autora do artigo e bolsista de iniciação científica da Fapesp.

 

Para testar a eficácia das micropartículas, as pesquisadoras fizeram uma emulsão à base de óleo, emulsificante e água – semelhante à encontrada em diversos produtos, incluindo maionese, molhos de salada e cosméticos – e separaram as amostras em três grupos: o primeiro foi aditivado com TBHQ, o segundo recebeu as micropartículas de acerola e, o terceiro (grupo-controle) permaneceu sem nenhum aditivo.

 

“Adicionamos a concentração permitida pelas normas vigentes do antioxidante sintético e diversas concentrações do pó de acerola microencapsulada. E vimos que este último foi tão efetivo quanto a TBHQ na mesma concentração”, diz Teixeira.

 

Vieira explica que o ensaio no sistema modelo (água em óleo) é ideal para explorar possibilidades de aplicação do produto e para descobrir em que concentração o pó de acerola é efetivo. 

 

A pesquisadora reitera que a eficácia da acerola é similar à dos antioxidantes sintéticos. “Foi o primeiro produto, de todos os que testamos em laboratório, que teve o mesmo desempenho. Usamos a TBHQ como baliza por ser uma substância muito eficiente. Mas na França, no Japão e nos Estados Unidos esse antioxidante sintético já praticamente não é usado. Assim, encontrar uma alternativa natural tão eficaz e tão fácil de aplicar é um feito e tanto”.

O que você achou desse assunto?

Compartilhe esse artigo:

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Gerente de facção que atua em Brotas é preso durante abordagem policial

Um homem que é apontado como liderança de uma facção envolvida com tráfico de drogas e homicídios, na localidade de Alto do Saldanha, em...

Bolsonaro sobe 1 ponto, e Lula desce 1, aponta Quaest

Jair Bolsonaro oscilou um ponto percentual para cima, chegando a 31% das intenções de voto, e Lula, um para baixo, com 45%, mostrou a...

‘Ranço da Faria Lima com PT já diminuiu 90%’, diz empresário que se reuniu com Lula

Líder nas pesquisas de intenção de voto para a disputa presidencial, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) tem ido a diversos encontros...